Governo de Sergipe lança editais em apoio a feiras de ciências

0
Ao todo serão investidos R$ 1.247.200,00, em recursos oriundos da Seduc. (Foto: Maria Odília/Seduc)

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) e da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec), lançou nesta sexta-feira, 10, dois editais para fomentar a concretização do Programa de Apoio a Olimpíadas Científicas e realização de Feiras de Ciências Escolares e Feira Científica Estadual. Ao todo serão investidos R$ 1.247.200,00, em recursos oriundos da Seduc, para conceder bolsas e auxílios aos participantes. Ambos os editais estão publicados no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira.

O professor José Ricardo de Santana, superintendente executivo da Seduc, explica que o lançamento dos dois editais, nessa parceria entre a Seduc e a Fapitec, representa um estímulo para a geração de projetos dentro da rede. “Vai estimular os alunos às diversas áreas do conhecimento, na participação de eventos relacionados a olimpíadas, e nas feiras científicas, que são momentos em que a escola pode apresentar o resultado dos seus projetos. Isso deve ser em cada escola e depois haverá a seletiva estadual para motivar os melhores experimentos que devem ser expostos nessa feira estatual”.

A coordenadora executiva de Apoio e Desenvolvimento de Programas (Proaf/Fapitec), Flávia Angélica Santos, destaca que “essa parceria é fundamental, já que propicia o financiamento pelo Estado de projetos de pesquisa voltados para a estruturação e execução das políticas públicas prioritárias que visam o desenvolvimento da educação do estado de Sergipe. Além disso, proporciona uma maior aproximação entre a academia e o setor público”.

O primeiro edital implementa o “Programa de Apoio a Olimpíadas Científicas”. A ação visa apoiar a realização de Olimpíadas Científicas voltadas para a melhoria da educação básica, bem como identificar e estimular jovens talentos para carreiras científico-tecnológicas.

Os professores interessados em participar devem enviar suas propostas eletronicamente no período de 10 de setembro a 1º de novembro. Já a divulgação dos resultados está prevista para o dia 26 de novembro, no portal da Fapitec, e será publicada no Diário Oficial do Estado de Sergipe. Os projetos terão o prazo máximo de duração de até 12 meses, a partir da liberação da primeira parcela dos recursos.

Ao todo, será investido com recursos da Seduc um valor global de R$ 300 mil para a implementação de até 10 auxílios no valor de R$ 30 mil cada. De acordo com o edital, poderão ser financiados, para a realização dos projetos, itens como: passagem aérea e terrestre; diárias; serviços de terceiros (pessoa jurídica ou pessoa física); material de consumo; material permanente, desde que devidamente justificado e adequado ao objetivo da proposta. Ainda dentro do orçamento, o professor coordenador da proposta poderá utilizar recursos para auxiliar a participação dos alunos medalhistas em competições regionais, nacionais e internacionais. Para que haja o recebimento, o coordenador ou proponente do projeto deverá abrir conta no Banco do Estado de Sergipe (Banese), exclusivamente para essa finalidade.

Apresentação das propostas

Para apresentar a proposta, é pré-requisito que o professor tenha vínculo empregatício com uma instituição de ensino superior, instituição científico-tecnológica, escolas da rede pública de ensino, escolas administradas em consórcio público, desde que não tenha fins lucrativos, sediadas no Estado de Sergipe.

As propostas deverão ser encaminhadas à Fapitec via e-Doc, por meio do link: https://www.edocsergipe.se.gov.br/protocolo-externo/. O participante poderá apresentar apenas uma proposta, e ele deverá coordenar todo o projeto, sendo também responsável pela gestão e aplicação dos recursos, coordenação da equipe executora e prestação de contas à Fapitec.

Todos os arquivos deverão ser preenchidos, assinados, digitalizados de forma legível em apenas um único documento no formato PDF, com o tamanho máximo 10 megabytes, e anexados durante o encaminhamento da proposta via e-Doc. O professor coordenador poderá acompanhar o histórico do projeto enviado e ter acesso ao protocolo da sua proposta no e-Doc, que servirá como comprovante do envio.

É obrigatório que o participante tenha diploma de graduação, e preferencialmente, comprovada experiência em atividades de pesquisa, cultural, artística ou em desenvolvimento tecnológico. O professor deverá ainda apresentar Currículo Lattes na plataforma do CNPq, atualizado no ato do envio da proposta.

O professor proponente não poderá apresentar pendências junto à Fapitec. De acordo com o edital, a eventual aceitação da documentação não garante que o projeto será avaliado, caso seja constatada inadimplência do proponente. Os estudantes participantes das Olimpíadas de Ciências devem ser alunos da rede pública Estadual de ensino.

Mais informações podem ser conferidas no edital ou junto à Coordenação do Programa de Comunicação Científica e Tecnológica da Fapitec, pelo telefone (79) 3259-3007, ou pelo e-mail procit@fapitec.se.gov.br.

Feiras de Ciências Escolares e Feira Estadual

O segundo edital tem como objetivo apoiar arealização de feiras de ciências no âmbito do Estado de Sergipe. O prazo de envio das propostas também é de10 de setembro a 1º de novembro, e o resultado será divulgado a partir do dia 26 de novembro. Serão concedidos auxílios e bolsas no valor total de R$ 947.200, sendo R$ 860 mil para a contratação de 100 projetos de Feiras de Ciências Escolares, mais 300 bolsas de Iniciação Científica Júnior (IC Jr/Seduc) e R$ 87.200 para a contratação de um projeto de Feira Científica Estadual, mais uma bolsa de Desenvolvimento Tecnológico Industrial (DTI) e mais 20 bolsas IC Jr/Seduc.

As Feiras de Ciências Escolares terão como objetivo promover a formação em nível de Pré-Iniciação Científica, visando ao desenvolvimento acadêmico de estudantes da rede pública de ensino do Estado de Sergipe. Serão contratados até 100 projetos destinados às feiras. Cada projeto aprovado será contemplado da seguinte forma: um auxílio no valor de R$ 5 mil destinado à Feira Escolar; três Bolsas de Iniciação Científica Júnior (IC Jr/Seduc), no valor de R$ 100 por mês, pelo período de até 12 meses.

Já a Feira Científica Estadual visa a incentivar a produção de experimentos e estimular o desenvolvimento da criatividade e da capacidade inventiva, enriquecendo os estudantes no despertar de vocações, além de incentivar o uso de pesquisas nas escolas públicas do Estado de Sergipe. Será contratado apenas um projeto, que será contemplado com um auxílio no valor de R$ 50 mil destinado à Feira Científica Estadual; uma Bolsa de Desenvolvimento Tecnológico Industrial (DTI/Seduc) no valor de R$ 1.100 por mês, pelo período de até 12 meses; 20 Bolsas de Iniciação Científica Júnior (IC Jr/Seduc) no valor de R$ 100 por mês, pelo período de até 12 meses. O coordenador do projeto deverá abrir conta no Banco do Estado de Sergipe (Banese), exclusivamente para essa finalidade.

Com os recursos poderão ser financiados: passagem, diárias, serviços de terceiros (pessoa jurídica ou pessoa física), e material de consumo.

A submissão dos projetos se dará da mesma forma que está descrita no edital do “Programa de Apoio a Olimpíadas Científicas, sendo encaminhada à Fapitec via e-Doc, por meio do link: https://www.edocsergipe.se.gov.br/protocolo-externo/.

Pré-requisitos

O participante deverá apresentar documentação que comprove o vínculo formal com a instituição. Para participar da seleção relativa à Feira de Ciências Escolares, o proponente precisa ter, no mínimo, 10 trabalhos científicos realizados preferencialmente em escolas da Rede Pública Estadual de Ensino, dentro do mesmo município. Deverá também participar, obrigatoriamente, das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do ano corrente; e deverá realizar a divulgação da Feira para inscrição de trabalhos com amplitude municipal.

Já para a Feira Científica Estadual, o participante deve reunir, no mínimo, 40 trabalhos científicos realizados em escolas da Rede Pública Estadual de Ensino do Estado de Sergipe; abranger no mínimo 10 municípios; participar obrigatoriamente das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do ano corrente e também realizar a divulgação da Feira para inscrição de trabalhos com amplitude estadual.

Outros pré-requisitos para coordenadores, co-orientadores, locais de realização das atividades e bolsistas podem ser conferidos no edital.

Fonte: Ascom/Seduc

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais