Governo não paga transporte escolar e deixa 3 mil alunos sem aula

0
Alunos ficam sem transporte escolar em algumas escolas (Foto: Arquivo Ascom PME)

Cerca de 3 mil alunos foram afetados e estão sem transporte escolar na capital e no interior do Estado. Por atraso no pagamento de faturas correspondentes aos contratos firmados com o Governo do Estado, uma das empresas terceirizadas suspendeu o serviço, deixando sem acesso à escola aquelas comunidades que dependem do transporte oferecido pelo Estado. A Secretaria da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) confirma que a falta de transporte escolar afetou os alunos nos municípios de Nossa Senhora da Glória, Cumbe, Aquidabã, Boquim, São Cristovão e também de algumas escolas instaladas na capital sergipana.

Conforme informações da assessoria de imprensa da Seduc, o atraso no pagamento nos contratos é consequência da crise financeira que o Estado atravessa. Mas o governador Belivaldo Chagas (PSD), conforme a assessoria, já autorizou o pagamento de uma das faturas. O pagamento já está sendo providenciado e deve ser liberado ainda nesta quarta-feira, 20, segundo a assessoria da Seduc. Mas a assessoria não informou os valores pendentes nem o montante da dívida.

A assessoria de imprensa da Seduc informa que o Governo do Estado faz investimentos mensais no valor de R$ 7 milhões para garantir o transporte escolar dos alunos matriculados na rede pública e recebe recursos do Governo Federal na ordem de R$ 3 milhões anuais para esta finalidade.

O transporte escolar, segundo a assessoria da Seduc, é assegurado através de oito contratos com diferentes empresas, mas apenas uma suspendeu a prestação do serviço em decorrência do atraso de pagamento. A assessoria de imprensa da Seduc informou também que os contratos foram firmados em 2015 e que nova licitação para a contratação deste tipo de serviço já está em andamento.

por Cassia Santana

Comentários