II Encontro da Undime SE/AL encerra-se superando expectativas

Evento reuniu mais de 300 Dirigentes Municipais de Educação, técnicos e especialistas dos dois estados e da Bahia (Foto: Undime SE/AL)

O II Encontro Interestadual da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, seccionais Sergipe e Alagoas, encerrou-se nesta quarta-feira, 6, em Aracaju (SE), contando a participação de um grande público, em torno do tema “Gestão Educacional para a Equidade: compromisso com a implementação de Políticas Educacionais antirracistas, inclusiva e integral”. O evento prosseguiu até esta quarta-feira, 6, no Arcus Hotel, na orla da praia de Atalaia, reunindo mais de 300 Dirigentes Municipais de Educação, técnicos e especialistas dos dois estados e da Bahia.

Na abertura do evento, a presidente da Undime/ SE e Dirigente Municipal de Educação de Nossa Senhora do Socorro, profa. Josevanda Franco, ressaltou a dimensão do encontro em reunir mais de 300 inscritos dos três estados, na perspectiva de dialogarem em torno de importantes temáticas que devem compor as jornadas pedagógicas das redes municipais em 2024.

Josevanda Franco, presidente Undime SE e Nordeste

“É de suma importância lançarmos temáticas, como a educação inclusiva, educação para as relações étnico raciais, a avaliação e a recomposição das aprendizagens. Estamos extremamente felizes em receber secretários e técnicos municipais e tudo que será discutido fortalecerá a educação do país”, destacou.

A abertura do evento trouxe a performance do artista popular sergipano César Leite e a boneca Genoveva, além de uma homenagem ao ex-presidente da Undime AL e Regional Nordeste, professor Carlos Rubens de Araújo.

Para o presidente da Undime AL e Dirigente Municipal de Feliz Deserto, Djalma Barros, eventos interestaduais promovem intercâmbio de saberes e, por consequência, tende a fortalecer a educação nacional. “A gente está aqui com uma comitiva de Alagoas por entendermos que o intercâmbio entre estados só tem a fortalecer a educação nacional. Tenho certeza que a presidência da Undime Nordeste vai integrar mais estados”, adiantou, já que a presidente Josevanda Franco anunciou a realização do Encontro Regional Nordeste a ser realizado em Sergipe, em 2024, convergindo para Sergipe mais de 1200 Dirigentes Municipais de Educação.

Djalma Barros, presidente Undime AL

Estão na pauta temáticas como o regime de colaboração entre Estado e Municípios, a escola na perspectiva étnico-raciais, a educação especial na perspectiva da inclusão, o papel dos órgãos de controle externo na garantia de equidade na educação, a dinâmica do currículo e o processo da recomposição da aprendizagem e avaliação no processo de recomposição da aprendizagem.

O presidente da Undime BA e Dirigente Municipal de Aratuípe, Anderson Passos, disse que reunir técnicos entre estados é de uma importância valiosa, até porque, segundo ele, são trabalhos que devem ser fortalecidos e que derrubam murros e constroem pontes, principalmente, dentro de uma entidade que trabalha pela educação brasileira. “Mostra o empoderamento que o Nordeste tem enquanto estrutura institucional. Mostra que a união entre as seccionais em regime de colaboração e intersetorial são importantes O que está acontecendo aqui é um exemplo para todo o país”, avaliou.

O segundo dia de II Encontro Interestadual da II Encontro Interestadual da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, seccionais Sergipe e Alagoas (Undime SE AL), trouxe temáticas urgentes e atuais, tais quais: o ‘Regime de Colaboração entre Estados e Municípios’, com o vice-governador e secretário de estado da Educação de Sergipe, Zezinho Sobral, que confirmou o compromisso com as redes de educação municipais de Sergipe.

No segundo momento, mesa redonda “Educação Integral: experiências inspiradoras das redes municipais e escolas que implementaram o tempo integral” com o coordenador do ensino integral do Itaú Social, Ricardo Bizzi, mediada pelo presidente da Undime AL, DME de Feliz Deserto, Djalma Barros, e apresentação das experiências dos municípios de Lajedo de Tabocal, município do Centro-Sul da Bahia, e de Diadema, município de São Paulo.

Fechando o primeiro momento do dia, o procurador-geral do Ministério Público de Contas de Sergipe, João Augusto Bandeira de Melo levou “O papel dos Orgãos de Controle Externo na garantia de equidade na educação.

Abrindo a tarde de troca de experiências, a ex-presidente da Undime PB e professora da UFPB, Iolanda Barbosa dialogou sobre ‘A dinâmica do currículo prioritário no processo de recomposição da aprendizagem’.

A programação científica finalizou com a palestra da professora Thereza Penna Firme, com ‘Avaliação no processo de recomposição das aprendizagens’.

Fonte: Undime

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais