Marcha do Alto Sertão é sucesso

0

Milhares de pessoas participaram da marcha (Fotos: Patrício Araújo)

Nesta quinta-feira, 11 em um trecho da rodovia SE-206, em Poço Redondo, entre o Povoado Queimada Grande e a sede do município, milhares de pessoas realizaram a maior manifestação organizada em favor da Educação. A multidão organizada, que caminhava em uma das vias da rodovia, reivindicava um campus universitário para a região do alto sertão.

Representantes dos municípios de Canindé de São Francisco, Nossa Senhora da Glória, Monte Alegre, Nossa Senhora de Lourdes, Poço Redondo, Gararu e Porto da Folha, bem como políticos, professores, estudantes, lideranças municipais, deputados, prefeitos, membros do MST, profissionais liberais e comerciantes engrossaram a imensa tropa que ocupava mais de 4 km de extensão.

A implantação do Campus da UFS no Alto Sertão já é um projeto previsto no Plano de Expansão da UFS que, apesar de ter crescido nos últimos anos, ainda apresenta dificuldade de interiorização. "Apesar do Sertão estar incluído no projeto de expansão da Universidade, este ainda não nos contemplou, assim percebemos a necessidade de reforçar a nossa luta, com essa marcha", explica o articulador do Território do Alto Sertão, Marcos César Oliveira.

As pessoas sairam do Povoado Queimda Grande até a cidade de Poço Redondo

A caminhada em favor da instalação do Campus da UFS do Sertão contou com presença de diversas autoridades, entre elas os deputados federais, Rogério Carvalho e Heleno Silva; os deputados estaduais, Ana Lúcia, Maria Mendonça, Conceição Vieira, Jeferson Andrade, Gustinho Ribeiro, Antônio Santos e João Daniel, além dos prefeitos, secretários municipais, estudantes das cidades sertanejas e do vice-reitor da UFS, Ângelo Roberto Antoniolli, que ficou admirado com a mobilização.

"Já se encontra no planejamento da UFS  o Campus do Sertão. Esse ato serviu justamente para ajudar a acelerar esse processo, que é uma determinação da presidenta Dilma", disse o vice-reitor, Ângelo Roberto.

O anfitrião do evento, o prefeito de Poço Redondo, Frei Enoque, frisou  que na vida não é possível conseguir realizar um sonho sozinho. "Estamos todos juntos com o objetivo de conseguir o Campus da UFS no sertão. Tenho certeza que vamos vencer essa luta, pois esse é um sonho coletivo", afirmou Frei Enoque.

Canindé

Representantes de entidades também participaram

Canindé de São Francisco levou cerca de três mil estudantes da rede pública municipal, que disponibilizou transporte, água mineral e um mini-trio. O diretor da Escola Municipal Maria do Carmo, Evaldo Marinho acompanhou todo o percurso juntamente com cerca de 1.200 alunos da escola que ele administra. "Os estudantes do sertão estão unidos e mostrando que esta luta é de todos nós", disse Evaldo.

O vice-prefeito de Canindé de São Francisco, Marcondes Marinho e o secretário de Gestão Municipal, Kaká Andrade estiveram juntos na caminhada. "Estamos vendo o grupo organizado e a classe política determinada em favor do Campus da UFS no sertão. Esse é um reforço e demonstração da população sertaneja", disse Kaká Andrade, que na oportunidade representou o Senador Eduardo Amorim.

Para o estudante de Gararu, Damião Santos, trata-se de um desejo antigo do povo sertanejo. "Não importa em que cidade vai ficar localizada o Campus da UFS, para nós o importante é que venha para o sertão", destacou Damião. Padre Roberto Bonfim, pároco de Canindé, vez questão de evidenciar o compromisso da igreja católica nesta jornada.

Alto Sertão

Prefeito Frei Enoque e a deputada Ana Lúcia (Foto: Ascom Canindé)

O território do Alto Sertão de Sergipe é o maior do estado, ocupando 23% de toda superfície. Segundo dados oficiais do IBGE, sua população é de 137.926 habitantes. Tem o menor índice de desenvolvimento humano do estado (0.575). É ainda o território que possui o 2º maior PIB (Produto Interno Bruto) do estado que corresponde a 11%. Este território é possuidor do maior rebanho bovino, sendo responsável por 46% da produção de leite do estado, além da 2ª maior produção de milho e feijão do estado.

Além do boom econômico alcançado no alto sertão sergipano, nos últimos seis anos, outros aspectos foram mencionados no discurso de Kaká Andrade, um dos representantes da região.
"O sertão sergipano dispõe de condições privilegiadas, senão vejamos: temos uma das mais modernas hidrelétricas do Brasil, o que significa energia em abundância; temos ainda as águas do rio São Francisco margeando os nossos municípios, água da melhor qualidade; o nosso solo é fértil, o sol brilha praticamente o ano todo, enfim, aqui em nosso território, agregamos todas as condições para sediar a Universidade do Sertão", concluiu Kaká Andrade, uma dos maiores entusiastas.

Mobilização

A luta para instalação do Campus da UFS no Sertão é uma mobilização iniciada desde 2003. Em 2005 foi entregue ao então presidente Lula, um documento com 40 mil assinaturas da população sertaneja, demonstrando o interesse em prol da extensão do referido Campus. Além de abaixo assinados, o território já realizou audiências pública, inclusive na Assembléia Legislativa, processos de sensibilização e de debates sobre esta luta com a juventude do Sertão. E a luta continua com diversas outras etapas, entre elas a caminhada que ocorreu na manhã da última quinta-feira.

Fonte: Ascom Prefeitura de Canindé

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais