Melhorar aprendizado de português e matemática

0
(Foto: Maria Odília/Seed)

O professor Saulo Barreto, pesquisador do Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI), apresentou na manhã desta quinta-feira, 14, ao secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, o Projeto Synapse.

Desenvolvido pelo IPTI, o projeto tem por finalidade construir uma tecnologia social para melhorar a educação de português e matemática nas escolas públicas. Este projeto está sendo aplicado em escolas municipais de Santa Luzia do Itanhy. A apresentação ocorreu no auditório da Seed.

Saulo Barreto explicou que o projeto tem base no conhecimento neurocientífico aplicado à educação e na participação colaborativa da rede de profissionais de educação de Santa Luzia do Itanhy. O público alvo do projeto são professores e alunos do ensino fundamental menor (1º a 5º ano).

"Pretendemos implementar a tecnologia educacional em todas as turmas do ensino fundamental menor, do município de Santa Luzia do Itanhy, até 2018. A meta é atingir no  mínimo de 60% dos alunos das turmas beneficiadas pelo Synapse com aprendizado adequado na competência de leitura e interpretação de textos e resolução de problemas", explicou Saulo, acrescentando que o IPTI pretende reaplicar a tecnologia educacional em outros dois municípios brasileiros até 2017.

Projeto MAP

Inserido no Projeto Synapse existe o projeto MAP (Material de Apoio Pedagógico), que envolve o desenvolvimento de produtos pedagógicos a partir de métodos do design colaborativo. "É uma forma de unir os conhecimentos locais às diretrizes de neurociência e educação, as base do Synapse", explicou o designer do ITPI, Dândalo Santos.

O secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, ficou atento à explanação sobre o Projeto Synapse e percebeu que as idéias são compatíveis com os avanços que o Governo de Sergipe pretende implementar na educação em todo o estado.

"O ITPI tem o perfil para dar assistência e ser uma parceiro nos trabalhos que pretendemos fazer na educação, envolvendo toda a comunidade escolar e respeitando as características das comunidades onde a escola está inserida", disse o secretário.

O Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI) é uma instituição privada de ciência, tecnologia e inovação, com fins não lucrativos, fundada em outubro de 2003, na cidade de São Paulo (SP), com o objetivo de desenvolver soluções integradas entre tecnologia e processos humanos, tendo como áreas prioritárias a educação, saúde pública e economias criativas.

Em dezembro de 2006, o IPTI iniciou diálogos com o Governo de Sergipe, com o intuito de instalar neste Estado um centro de Tecnologias Sociais associado à uma experiência de promoção de desenvolvimento social e econômico, com base em uma integração entre arte, ciência e tecnologia (The Human Project).

Em dezembro de 2009, o IPTI transferiu sua sede para Santa Luzia do Itanhy, município sergipano selecionado para hospedar The Human Project, e em 29 de abril de 2010, o Governo de Sergipe qualificou o IPTI como Organização Social (OS) estadual (decreto 27.066).

Em 2013, o IPTI foi vencedor do Prêmio FINEP de Inovação, na categoria Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT), pela região nordeste.

Fonte: Ascom Seed/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais