Núcleo de Proteção à Violência promove Qualificação

0
(Foto: Ascom)

Resultado de uma construção coletiva o Plano Estadual de Ações Integradas para Desenvolvimento da Cultura da Não-Violência (PANV) já está formatado e pronto para ser posto em prática como Projeto Piloto, a partir do próximo dia 1º de setembro, em três escolas estaduais.

Para atender aos objetivos e metas propostos e assegurar a eficiência dessa iniciativa, o Núcleo de Proteção à Violência (NPV) da Secretaria de Estado da Educação (Seed) deu inicio nesta segunda-feira, 10, a uma Qualificação Técnica para Implantação e Implementação do PANV.

A capacitação foi aberta pela superintendente Executiva da Seed, Marieta Barbosa, e segue com programação até o dia 14. Estão sendo capacitados operadores da Seed e da rede de proteção, assim como parceiros operacionais da sociedade civil e de outros órgãos governamentais, além de outros convidados, participantes do Plano.

Essa qualificação busca disseminar elementos de fortalecimento dos conteúdos sobre violência no âmbito da sociedade e da escola e promover uma reflexão sobre os princípios da não-violência.

"Construiremos aqui, de forma coletiva, Planos de Trabalho para implementação do PANV nas escolas e facilitaremos a articulação entre os vários atores envolvidos", explica Pedro de Santana, assessor do Núcleo de Proteção à Violência (NPV).

"Formaremos com os participantes cinco Grupos de Trabalho para estudarmos os eixos temáticos contidos no Plano, iniciando esse primeiro dia com o eixo Violência no Ambiente Escolar", afirmou Santana, ao explicar a metodologia da Qualificação.

Reunidos, esse Grupos de Trabalho (GTs) estão discutindo a construção das práticas no ambiente educacional. As temáticas apresentadas são objetos de atuação de palestrantes e ao final dos trabalhos, a cada dia, o facilitador reflete os significados confirmados ou ampliados pelo GT com base nas apresentações e o material é compartilhado com os demais GTs.

"Abriremos uma roda de conversa, e cada GT, encerradas as discussões, apresentará um Seminário, e além da teoria há uma troca de experiências entre os participantes", ressalta Santana.

O Plano foi apresentado em Junho passado pela coordenadora do Núcleo de Prevenção à Violência (NPV), Josevanda Franco, e está formatado nos compromissos assumidos pela gestão do Secretário Jorge Carvalho.

"Ao implantarmos o Plano na escola, faremos nela uma intervenção de 120 dias e, depois esse processo, pretendemos criar condições para que a escola se aproprie do que estamos propondo no Plano e o insira em sua rotina diária", afirma Josevanda.

Após a implantação, será feita uma verificação dos resultados obtidos, realizada uma ação corretiva e feita a definição de um Padrão de Qualidade, para implantação nas demais escolas.

As três primeiras unidades escolares da rede estadual a receber o PANV serão os Colégios Estaduais Francisco Portugal e o Senador Lourival Fontes, em Aracaju, e o Antônio Fontes Freitas, em Nossa Senhora do Socorro.

O Plano de Ações Integradas converge todos os programas já desenvolvidos pela SEED para enfrentamento à violência e algumas ações que já estão sendo executadas por meio dos programas SALVE, PROERD, Qualivida e Cidadania e Paz nas Escolas.

Essas ações visam contribuir com a construção da metodologia dos Círculos Restaurativos, uma metodologia que objetiva melhorar as relações interpessoais, implantados como instrumento de redução dos conflitos, que é também objeto dessa Qualificação.

Fonte: Ascom Seed/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais