Pais se revoltam após transferência de alunos para outra escola

0
Segundo os familiares, a nova escola é muito longe para os alunos se deslocarem (Foto ilustrativa: Ilustrativa Juarez Silveira/SEED)

Alguns pais de alunos do município de São Cristóvão receberam com revolta a transferência de estudantes da Escola José Alencar Cardoso, no povoado Arame II, para a Escola Rural Rita Catete. Segundo os familiares, a nova escola é muito longe e, com isso, dificulta o deslocamento dos alunos. A Secretária de Educação do Município, Quitéria Barros, afirma que a medida visa realocar os alunos de acordo com a relação idade-série para que haja um melhor rendimento escolar.

A Secretária esclareceu que essa mudança foi fruto de estudos que buscam promover uma maior eficiência no sistema público educacional do município. “O que nós queremos é um professor ensinando os alunos do primeiro ano, outro professor ensinando alunos do segundo ano, e assim por diante”. Quitéria explica que essa decisão foi tomada porque havia na escola José Alencar Cardoso muitas classes multisseriadas, ou seja, alunos de diferentes faixa etária e grau

A secretária Quiteria Barros explica motivo da mudança (foto: Reprodução vídeo)

de ensino. “Nós tínhamos cerca de dez anos na pré-escola, e mais trinta alunos distribuídos entre o 1º e 5º ano do ensino fundamental”, afirma.

Ainda de acordo com ela, apesar de a Escola Rural Rita Catete ficando entre 3 e 4 km de distância da Escola José Alencar Cardoso, a Secretaria de Educação irá fornecer o transporte escolar para os alunos. “É importante ressaltar que todas essas crianças serão transportadas por ônibus com cuidadores e em perfeita segurança. Esses ônibus serão fornecidos pela secretaria”, destaca.

por João Paulo Schneider e Verlane Estácio

Matéria foi alterada às 09h44 do dia 28/02  para mudança de imagem.
Comentários