Professor mobiliza comunidade por escola integral

0
Professor defende turno integral para o ensino fundamental (Foto: Arquivo Infonet)

O biólogo Fernando Leite, professor do Colégio Albano Franco, inicia nesta terça-feira, 7, uma verdadeira peregrinação solitária visitando pais de alunos residentes no bairro Santa Maria para coleta de assinatura em defesa da criação de uma instituição de ensino fundamental com turno integral na rede pública.

Ele pretende, com a iniciativa, disseminar a ideia em outros bairros e contagiar a população para que várias outras escolas de ensino fundamental com turno integral sejam criadas no âmbito de Aracaju. “O Ideb (Índice de Desenvolvimento de Educação Básica) de 2009 aponta que Aracaju é a capital que está em última colocação em rendimento escolar em matemática e português no quinto ano e a penúltima no nono ano, portanto é necessário criar escolas em turno integral na capital para melhorar o desempenho escolar dos alunos”, explicar o professor.

Ele cita exemplo de sucesso uma cidade do Estado do Paraná que conseguiu, segundo enfatizou, sair do patamar da média três para seis no período de oito anos com a implantação de turno integral em escola de nível fundamental. “Seria importante a criação de uma escola de ensino fundamental no bairro Santa Maria pelas características do bairro onde a violência, as drogas e a desestruturação familiar estão presentes”, justifica. “É necessário liberar os pais para o trabalho e as escolas do bairro são poucas para atender a demanda”, diz.

Segundo o professor, Aracaju só possui escolas de turno integral no ensino médio e, mesmo assim, em número reduzido: Atheneu, no bairro São José, Vitória de Santa Maria, no bairro em questão, e Marco Maciel, no 18 do Forte. Na ótica do professor, a ampliação de escolas de ensino fundamental e de ensino médio com turno integral na capital até estaria em sintonia com os objetivos do Plano Nacional de Educação, que está em debate no Congresso Nacional.

De acordo com Fernando, o Plano Nacional de Educação prevê que o Estado opte por adequar 50% das escolas públicas com o turno integral ou garantir que 25% dos alunos matriculados na rede estejam em turno integral.

O professor pretende coletar assinaturas de pais de alunos do bairro Santa Maria, inicialmente, e o abaixo-assinado será encaminhado aos parlamentares que representam o Estado de Sergipe no Congresso Nacional.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais