Professores da rede municipal decidem não voltar às aulas presenciais

0
Categoria cobra segurança sanitária, condições de trabalho e imunização (1ª e 2ª dose) dos profissionais da educação para retornar às atividades presenciais (Foto: Sindipema)

O Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju (Sindipema) afirmou que não há condições para o retorno das aulas presenciais. Dentre os principais motivos para a afirmação, o sindicato apontou a falta de estrutura física e sanitária para garantir a segurança de professores, alunos e comunidade escolar. O posicionamento do sindicato foi tomado durante a assembleia geral virtual que aconteceu na última quinta-feira, 22.

De acordo com o Professor Adelmo Meneses, presidente do Sindipema, a categoria tem visitado gradualmente as unidades de ensino, para dialogar com os profissionais da educação e fiscalizar a estrutura dos prédios escolares. “Não há condições de retorno presencial. Encontramos situações onde há unidades de ensino que não tem estrutura física e sanitária para garantir a segurança de professores, alunos e comunidade escolar”, afirma.

Ainda de acordo com o Professor Adelmo Meneses, o sindicato só vai aderir ao retorno presencial quando houver mais segurança. “Só retornaremos com segurança sanitária e após imunização dos profissionais da educação”, declarou.

Condições

Segundo os pontos debatidos na assembleia geral, o sindicato decidiu que o retorno às aulas presenciais acontecerá somente após a completa imunização dos profissionais das escolas; as aulas remotas permanecerão até a imunização da 2ª dose; a continuidade das aulas remotas nas escolas que não apresentam condições físicas/ sanitárias; retorno gradual por séries/turmas de forma a garantir a preparação dos alunos para forma de convívio escolar.

O Sindipema também decidiu que deve acontecer uma capacitação dos servidores de apoio e equipe diretiva sobre as medidas de segurança na área de saúde; a garantia de EPIS para aluno e profissionais da escola e materiais de higienização/ desinfecção ambiental; encaminhar ao Conselho, órgão colegiado e deliberativo pelo monitoramento, a deliberação das condições sanitárias do retorno presencial e de suspensão das aulas em caso de incidência de contágio no ambiente escolar; construir cartilha educativa para pais e alunos sobre o protocolo de segurança; sanitária e um documento norteando o retorno às aulas presenciais.

Prefeitura Municipal de Aracaju

Em nota, a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), disse que a vacinação dos profissionais da educação da capital começou no último dia 24 de maio. Até o dia 13 de setembro, conforme a PMA, quando acontecerá o retorno das atividades presenciais, há tempo hábil para que a maioria absoluta tenha sido imunizada com as duas doses da vacina.

A PMA também reforçou que as escolas municipais de Aracaju estão todas equipadas com itens de proteção de combate ao vírus. Foram adquiridos dispensadores para álcool em gel, sabonete líquido e papel toalha, hipoclorito de sódio, álcool em gel, pulverizadores spray, termômetros digitais infravermelho, lavadoras de alta pressão, fitas para demarcação, tapetes sanitizantes, máscaras, luvas, totem pia personalizado, entre outros. Também já foram adquiridos cerca de 140 mil Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os alunos, como máscaras, protetores faciais, porta-máscaras, garrafas de água de uso individual.

Segundo a PMA, também foi realizada a instalação de pias em escolas que ainda não possuíam este acessório no refeitório. Também foi realizada a avaliação física de todas as janelas das unidades de ensino, para verificar o funcionamento e garantir a circulação de ar nas salas de aula. A Semed está realizando encontros de formação nas escolas sobre o Protocolo de Higiene e Cuidados para a orientação da rotina escolar no contexto da Pandemia.

Por Isabella Vieira  e Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais