Professores da UFS não vão aderir a greve de 48h da Educação

0
Adufs defende que professores da UFS não participem da greve de 48h (Fotos: Portal Infonet)

Os professores da Universidade Federal de Sergipe (UFS) decidiram em assembleia realizada nesta quinta-feira, 5, que não vão aderir a greve de 48h da Educação proposta pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN) para o mês de setembro.

Presidente da Adufs, Airton Paula, entende que greve por tempo indeterminado traria mais resultados para a categoria

O presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Sergipe (Adufs), Airton Paula de Souza, explicou que a categoria em Sergipe se posicionou contra a greve de 48h por entender que a paralisação não traria avanços a favor da educação. “Uma paralisação de 48h não vai ajudar em nada. Entendemos que o ideal seria construir uma greve por tempo indeterminado, tendo como eixo a luta contra o Future-se e o corte de verbas”, destaca.

De acordo com o professor, no dia 12 de setembro, representantes das universidades federais e de instituição de educação estaduais e municipais vão se reunir em Brasília para avaliar se devem ou não realizar a greve nacional de 48h.

por Verlane Estácio

Comentários