Professores de Aracaju paralisam atividades por reajuste e melhorias

0
Professores fazem ato no Centro de Aracaju (Foto: Portal Infonet)

Cerca de 30 mil alunos de 75 escolas da rede municipal de Aracaju estão sem aula nesta quarta-feira, 17. Os professores paralisaram as atividades para cobrar da Prefeitura de Aracaju reajuste salarial, melhores condições de trabalho e valorização profissional.

Os professores estão reunidos no calçadão das Laranjeiras, no Centro, até às 15h, expondo para população a situação da educação da capital. De acordo com o Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju (Sindipema), desde 2017 que os professores não tem reajuste salarial.

“Durante esses dois anos estamos tentando negociar, conversar, mas o prefeito não abre o diálogo, e mesmo a gente conversando com a Secretaria de Educação, só quem autoriza aumento é o prefeito”, explica Adelmo Meneses, presidente do Sindipema.

A categoria afirma que não luta apenas por melhores salários, luta pela valorização profissional e uma educação pública de qualidade. “Valorização é a soma de um salário justo, condições de trabalho e respeito aos direitos dos profissionais. Nossa luta é por uma educação melhor”, diz Adelmo.

O sindicato também aponta problemas nas escolas municipais. De acordo com Adelmo, faltam porteiros e vigilantes nas escolas. “Temos também muitas escolas que estão com prédios com problemas estruturais, e tem as escolas que foram derrubadas e ainda não foram feitas as obras, e os alunos estão em prédios alugados, como é o caso da escola Anísio Teixeira, no bairro Atalaia, Dom Távora no bairro Manoel Preto e a escola Carvalho Neto no bairro Lourival Batista”, aponta.

Prefeitura

A Prefeitura de Aracaju informa que o reajuste do piso salarial do magistério, instituído este ano pelo Ministério da Educação (MEC), foi de 4,17%, fixando o valor em R$ 2.557,74. Este é o vencimento inicial mínimo que deve ser pago aos profissionais da Educação Básica, com jornada de 40 horas semanais.

A Prefeitura informa ainda que tem cumprido a lei, e que atualmente, o professor que ingressa na rede recebe um salário de R$ 2.560,99, e a média salarial paga aos educadores é de R$ 3.230,16. Além disso, o magistério de Aracaju tem direito a 50% da jornada para a realização de Estudos (tempo dedicado a formação continuada dos profissionais) e atividades técnico pedagógicas fora da escola.

por Karla Pinheiro

Comentários