Professores farão assembleia para decidir se retornam as escolas

0
Professores farão assembleia virtual na próxima quarta-feira, 21 (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Os professores da Rede Pública de Ensino farão uma assembleia virtual na próxima quarta-feira, 21, às 9h, para decidir se retomam as aulas presenciais no dia 17 de novembro, conforme definido na ultima quinta-feira, 16, durante reunião do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (CTCAE).

Ivonete Cruz, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese), conta que os professores que dão aula aos alunos dos terceiros anos do Ensino Médio, serão convocados para a assembleia.

“Eu informei ontem durante reunião com o Comitê que na assembleia que tivemos no dia 7 de outubro os professores deliberaram por voltar às aulas presenciais apenas em 2021 e que durante esses três meses o Governo adequaria as escolas com todas as condições sanitárias e necessárias para a retomada dos professores e alunos com segurança. Agora vamos convocar os professores dos terceiros anos para saber o que eles vão deliberar e no dia 29, que teremos outra reunião do Comitê, nós vamos informar a deliberação dos professores”, explica.

Professora Ivonete contou que durante a última reunião do Comitê a Seduc apresentou um protocolo bem completo e que requer um conjunto de medidas que deverão ser adotadas pelo Governo. “Foi um protocolo com cinco diretrizes: sanitária, pedagógica, infraestrutura, pessoal e governança. Um protocolo extenso para garantir a segurança dos professores e alunos que precisa ser tirado do papel e colocado em prática pelo Governo. Temos no Comitê discussão séria e cautelosa  sobre a retomada das aulas com apresentação de dados e análises científicas de órgãos nacionais e internacionais”, enfatiza..

Governo

O Governo do Estado, através da Superintendência de Comunicação, informou que até a próxima semana os protocolos sanitários para a retomada das aulas presenciais será publicado. Os protocolos foram elaborados e sugeridos por todos os participantes do Comitê e a Secretaria de Estado da Saúde fará uma análise antes da publicação.

Questionado de como as escolas farão para ter turmas com apenas 50% da sua capacidade, Givaldo Ricardo, superintendente de comunicação, explicou que as escolas terão até novembro para se ajustar.

“As escolas poderão dividir as turmas em salas diferentes, ou em turnos diferentes, ou ainda criando um sistema de revezamento, enfim, tudo isso é possível, por isso que tem um prazo de 30 dias para que as escolas possam se organizar”, aponta Givaldo Ricardo superintendente de comunicação que ressalta que a prioridade dessa retomada parcial das aulas dos terceiros anos do ensino médio é o ENEM.

“A questão maior é o ENEM que já vai acontecer em janeiro. É encontrar uma forma de fazer uma espécie de mutirão para que esses alunos disputem o ENEM com certa igualdade”, conclui.

Entenda

Em reunião realizada na tarde da ultima quinta-feira, 15 , o Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (CTCAE) decidiu pelo retorno presencial das aulas presenciais de instituições de ensino. Fica autorizado o retorno para as instituições privadas a partir do dia 03 de novembro e, para a rede pública, a partir do dia 17 de novembro.

Neste momento, estão autorizadas as aulas presenciais das turmas das terceiras séries do Ensino Médio Regular; concluintes da Educação Profissional Tecnológica (EPT), integrada ao Ensino Médio; Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Ensino Médio; cursos livres de pré-vestibulares; aulas e atividades práticas de cursos do ensino superior e aulas e atividades práticas de cursos de EPT.

Por Karla Pinheiro

Comentários