Professores fazem vigília por reajuste salarial em frente ao TJ

0
Os professores se reuniram em frente ao TJ e aguardam o resultado da decisão. (Foto: Portal Infonet)

Professores ligados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Estado de Sergipe (Sintese) estão em vigília na frente do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJ-SE) para pressionar os magistrados a acatarem a ação de exigência ao reajuste do piso salarial de 2016 movida contra o Governo de Sergipe. A ação faz parte de um hall de intervenções judiciais registradas em 2012, 2015, 2016, 2017 e 2018 e desenvolvidas pelo sindicato visando o pagamento do piso salarial.

A diretora de Comunicação do Sintese, professora Leila Moraes, declarou ao Portal Infonet que a expectativa em torno do processo é alta, pois a sua aprovação pode gerar um efeito ‘cascata’ nas demais ações impetradas pelo Sintese. “A nossa expectativa é de que finalmente o TJ atenda ao direito que está garantido na lei, que é o reajuste do piso na carreira do magistério. Entendemos que esse julgamento é muito decisivo porque pode ter repercussão nas demais ações. Ele é quem vai dizer, a partir da tomada de decisão do tribunal, se haverá a garantia desse direito”, explicou Leila.

Professoras Leila Moraes e Isa Oliveira participam do ato. (Foto: Portal Infonet)

Ela explica que a sequência de negativas do Governo de Sergipe ao pagamento do piso salarial foi iniciada a partir da chamada ‘quebra da carreira’, quando o então governador Marcelo Déda rompeu com a tradição de reajuste salarial diferenciada de acordo com o nível de formação do professor, “Desde 2012, até este ano, o governo não tem garantido a carreira do magistério. É o que costumamos chamar de ‘quebra da carreira’, pois o governador deu o reajuste do piso para quem estava no nível médio e não considerou os demais níveis [graduado, pós graduado, mestre e doutor]”, identificou.

A expectativa dos educadores é de que a pauta tenha sido colocada para discussão desde as 8h. Até o fechamento desta matéria não havia indicativo de conclusão do julgamento no Tribunal de Justiça.

por Daniel Rezende

Comentários