Projovem Urbano tem inscrições prorrogadas

0
(Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado da Educação (Seed) continua com inscrições abertas para os alunos que almejam participar do Programa Projovem Urbano 2014/2015. As inscrições seguem até 23 de março, quando serão iniciadas as aulas do programa. “Os jovens que estão interessados em adquirir qualificação profissional de forma gratuita não podem perder esta oportunidade. São mais de mil vagas distribuídas nos municípios de Aquidabã, Japaratuba, Neópolis, São Cristóvão, Tobias Barreto, Tomar do Geru, Nossa Senhora das Dores, Carmópolis, Boquim e Canindé de São Francisco”, explica Ana Paula Kummer, coordenadora estadual do Projovem.

A inscrição deve ser feita nas unidades escolares do município onde o interessado reside. Para se inscrever, o aluno deverá levar os seguintes documentos: RG, CPF, declaração ou histórico escolar e comprovante de residência.

Os alunos do Projovem receberão um auxílio financeiro mensal durante os 18 meses do curso, no valor de R$ 100,00, condicionado a 75% de participação nas atividades presenciais e a entrega de trabalhos pedagógicos. Apesar dos incentivos, a procura ainda deixa a desejar. "Muitos deixam para a última hora, fato que deveria ser evitado", diz a coordenadora.

Projovem Urbano

O programa é fruto de uma parceria entre o Governo Federal e o Governo Estadual e tem como objetivo promover a escolaridade de jovens com idade entre 18 e 29 anos, que saibam ler e escrever e não tenham concluído o ensino fundamental.
O Projovem visa à conclusão desta etapa por meio da modalidade de Educação de Jovens e Adultos integrada à qualificação profissional e o desenvolvimento de ações comunitárias com exercício da cidadania, na forma de curso, conforme previsto no art. 81 da Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

Fonte: Ascom Seed/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais