Rede Estadual: livro didático deve ser recolhido até 26 de fevereiro

0
Cada escola tem seu prazo, mas Seduc orienta que deve ser concluído até o dia 26 de fevereiro (Foto: Ascom/Seduc)

Antes do término do ano letivo de 2020, as escolas estaduais precisam ficar atentas aos prazos de recolhimento dos livros didáticos. A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) orienta que o processo deve ser concluído até o dia 26 de fevereiro, a fim de garantir, em tempo hábil, a redistribuição aos estudantes e prosseguimento das etapas de remanejamento de títulos entre as unidades de ensino, conforme determinação do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD), que compreende um conjunto de ações voltadas para a distribuição de obras didáticas, pedagógicas e literárias, entre outros materiais de apoio à prática educativa, destinados aos alunos e professores das escolas públicas de educação básica. A entrega do material didático do ano letivo de 2021 está prevista para ocorrer a partir de 26 de março.

De acordo com Maísa Fernanda de Souza Alva, coordenadora do Serviço de Apoio à Gestão Educacional (Seage), setor vinculado ao Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase), é importante que as equipes escolares se atentem também ao planejamento para o recolhimento e distribuição. O objetivo é evitar aglomerações na escola e facilitar a logística de entrega aos alunos. A gestora ainda relata que já foi feito um alinhamento com as diretorias regionais de educação (DREs). Com as escolas, as reuniões serão iniciadas a partir de 5 de fevereiro, na próxima semana. “Nesse momento as escolas estão indicando o nome de um servidor que será o responsável direto para assuntos relacionados ao livro (recolhimento, distribuição e remanejamento)´´, disse.

“A intenção é que até o final de fevereiro todas as escolas da rede estadual já tenham feito o recolhimento dos livros didáticos para que ocorra o intercâmbio entre outras unidades, possibilitando assim que os alunos possam utilizá-los”, frisou Maísa de Souza, lembrando que todo o processo que envolve o livro didático conta ainda com o apoio do Sistema Gerenciador do Livro Didático (SGLD), ferramenta desenvolvida pela Seduc, que pode ser acessada por meio do SIAE.

Escolas mobilizadas

Com o cronograma definido, as escolas estaduais já estão recebendo os títulos, como ocorre nas unidades circunscritas à DRE 3. Segundo a diretora da Regional, professora Daniela Silva Santana, as equipes seguem mobilizadas a fim de concluir a primeira etapa antes do prazo. “O livro didático é um ponto de apoio para auxiliar o educador, e com a aproximação do fim do ano letivo, chega a época da devolução do livro. Essa ação é fundamental para o sucesso do PNLD para que não haja falta de livros nas escolas; portanto é necessário efetuar o controle de entrega e devolução dos exemplares pelos alunos, além de promover o remanejamento, caso ocorra sobra ou falta. Nossas escolas estão em processo de mobilização por meio de ampla divulgação para atendermos a essa importante ação com eficiência”, disse.

Por meio das redes sociais e grupos de WhatsApp, a comunidade da Escola Estadual Vicente Machado, localizada em Itabaiana, tem recebido os informes com orientações quanto à devolução do livro. A diretora da unidade, professora Marília da Silva Santos, explica que a campanha tem tido bom retorno. “Nossos alunos são muito presentes nas redes sociais, e essa comunicação acaba sendo positiva. Além disso, essas informações são reforçadas pelos professores nos grupos de estudos onde acontecem as aulas remotas”, disse a gestora, informando que a equipe estuda a possibilidade de unir o processo de renovação de matrícula com a entrega do livro e kits com material didático aos alunos.

No Colégio Estadual Abdias Bezerra, unidade que oferta o ensino médio em tempo integral, em Ribeirópolis, a dinâmica é a mesma utilizada no Vicente Machado: divulgação nas redes sociais. O gestor da escola, professor José Gilton Barreto, conta que também são utilizados os grupos de estudos do WhatsApp. “A gente estabeleceu ainda uma parceria com os jovens protagonistas, que dialogam com os colegas sobre a importância da devolução”, concluiu ele, assegurando que as devoluções estão ocorrendo conforme esperado.

Fonte: Ascom/Seduc

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais