Reforma e ampliação do Colégio Olavo Bilac são entregues à comunidade

0
Entrega da reforma aconteceu nesta sexta-feira, 28 (Foto: Janaína Santos)

“Hoje estamos comemorando a volta ao lar de um colégio vitorioso”. Foi com essas palavras que o secretário de Estado da Educação, professor Josué Modesto, entregou à comunidade escolar às obras de reforma e ampliação do Colégio Estadual Olavo Bilac, no bairro Santos Dumont, em Aracaju. O evento foi realizado na manhã desta sexta-feira, 28, e contou com a presença do superintendente executivo da Seed, professor Everton Siqueira; de professores, alunos, diretores de setores da Seed e convidados.

Com 817 alunos matriculados, atualmente, a unidade de ensino passou por uma ampla reforma que contou com investimentos na ordem de R$ 2.330.000,00. O secretário destacou que foram feitas adaptações para adequação das necessidades atuais de um colégio de qualidade. “A comunidade estava aguardando ansiosamente a entrega dessa escola. É um colégio muito enraizado e ligado à comunidade do Santos Dumont; uma escola que tem um desempenho excelente nas avaliações oficiais. Agora os alunos estão em sua própria escola reformada, ampliada e adequada, e esperamos que isso dê um novo ânimo para que esse colégio continue sua trajetória de ensino público de qualidade”, declarou.

Os estudantes agora contarão com um espaço agradável e aconchegante, totalmente recuperado e modernizado, com laboratório, auditório, refeitório, cozinha, despensa e salas de aula climatizadas. “Tudo isso permitirá um bom ambiente para o desenvolvimento dos exitosos projetos pedagógicos aqui vivenciados”, afirmou o secretário.

Modernização da escola contou com investimentos superiores a R$ 2 milhões (Foto: Janaína Santos)

O descerramento da placa contou com a participação do superintendente executivo da Seed, professor Everton Siqueira; do diretor do Olavo Bilac, professor José da Silva Júnior; da diretora da Diretoria de Educação de Aracaju, Eliane Passos, da diretora do Departamento de Educação, Ana Lúcia Muricy, e da professora aposentada, Maria Marques, que doou o terreno para a construção da escola e foi homenageada na solenidade.

Homenagem

Durante a entrega da reforma, a professora aposentada Maria Marques dos Santos, conhecida popularmente como Dona Arlete, recebeu uma homenagem. Ela era a dona do terreno onde a unidade de ensino foi construída, e doou o local para o Estado. “Esse é um gesto raro, que foi o de doar parte do seu patrimônio para a construção desta escola. A gente agradece em nome de toda a comunidade que está sendo beneficiada por isso”, disse o secretário Josué Modesto.

A professora homenageada mostrou-se emocionada com a homenagem. “Eu me sinto muito feliz porque, quando existe a cooperação, todos saem ganhando, tanto as famílias quanto a escola”, declarou.

Satisfação

Alunos e equipe diretiva estavam bastante satisfeitos com a reforma. Eles estavam há quatro meses estudando em outros locais, enquanto a reforma estava sendo feita, e agora retornam ao prédio de origem totalmente modernizado. Uma das alunas presentes foi Rayane dos Santos Brito, do 9º ano. “Vai melhorar tudo. Antes não tínhamos estrutura para estudar, e agora está tudo bem melhor. Já dei uma olhada, e o que mais gostei foram as salas, que estão bem maiores”, disse.

A mesma opinião foi compartilhada pelo aluno Vinícius Santos Rocha, do 3º ano. “Estudo aqui há muito tempo e digo que nunca teve essa estrutura boa. Agora, no meu último ano, temos esse prédio moderno, que dá mais motivação para nós estudarmos e desenvolver projetos. Gostei muito dos vestiários e das salas climatizadas”, afirmou.

O diretor José da Silva Júnior elogiou a estrutura do colégio e revelou a intenção de desenvolver um projeto para a preservação do prédio. “Nós passamos por uma situação de ter que ficar em prédios alugados, então agora os professores e alunos estão alegres com esse retorno. A Secretaria de Estado da Educação está nos entregando um patrimônio belíssimo, que vamos agora preservar. Lançaremos a campanha ‘Minha Escola, eu amo, eu cuido’, para cuidarmos melhor da estrutura do colégio”, declarou.

As aulas estão em processo de encerramento do primeiro semestre letivo. No próximo dia 15 de outubro serão iniciadas as aulas do segundo semestre para turno da noite, e no dia 22, para os turnos manhã e tarde.

A diretora da DEA, professora Eliane Passos, lembrou as dificuldades enfrentadas pela escola para que a reforma, que estava sendo executada há cerca de oito anos, chegasse ao resultado entregue nesta sexta-feira. “Era uma unidade de ensino muito carente de um espaço adequado. Hoje os professores e alunos têm muito a comemorar, porque eles bem sabem o quanto foi difícil chegar a este resultado. Hoje todos só têm a aplaudir”, disse.

Ideb

Ainda durante a inauguração, o secretário da Educação, professor Josué Modesto, lembrou os bons resultados alcançados pelo Olavo Bilac no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb 2017).

“Colégio não são apenas instalações. No Ideb de 2017, vimos que o Colégio Estadual Olavo Bilac saltou de 3 para 4,5 nos anos finais do ensino fundamental, quando a média do Estado é de 3,8. Já o Ideb do ensino médio foi de 3,5, quando a média estadual é de 3,1”. Isso mostra que essa escola teve uma trajetória fantástica, mesmo em momentos difíceis”, afirmou.

Intervenções

Foram realizadas a reforma e a ampliação da cozinha, construção da casa de gás e de lixo, revisão da cobertura em telha canal, incluindo madeiramento, execução de esquadria de madeira e alumínio, implantação de piso tátil e rampas para deficientes, bancada em granito na sala de informática e um auditório com capacidade para 180 pessoas.

A unidade escolar teve um total de área reformada que corresponde a 3.160,40m². Já o espaço de ampliação foi de 56,56m². Todas as 15 salas de aula foram climatizadas e beneficiadas com laje e piso de alta resistência. Foi feita a pavimentação com paralelepípedos no estacionamento, implantação da instalação de incêndio (extintores), execução do sistema de prevenção contra descarga atmosférica (SPDA), além da revisão da caixa d’água, drenagem pluvial, pintura em geral e obras de acessibilidade.

O presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop), Caetano Quaranta Filho, falou sobre a importância da obra entregue. “Foi uma obra na qual tivemos vários problemas. Essa reforma foi iniciada há cerca de oito anos e tivemos problemas com firmas que desistiram no meio do caminho. Finalmente hoje a escola está sendo entregue com grande sucesso. Foram investidos mais de R$ 2 milhões, e estamos aqui com instalações de altíssimo nível, faltando agora somente a parte da quadra, cuja licitação já está sendo providenciada. É mais uma vitória para a comunidade do bairro Santos Dumont”, declarou.

Reformas

Nos últimos quatro anos, o Governo do Estado promoveu a reforma e ampliação de diversas unidades de ensino na capital e no interior. Somente em Aracaju, em 2015, foram reformadas 13 escolas e 14 quadras. Em 2016 foram 22 unidades de ensino e 12 quadras poliesportivas. Já em 2017, foram reformados quatro centros profissionalizantes. Em 2018 foram concluídas três escolas e existem 39 unidades de ensino em andamento (não apenas reforma, mas também serviços de engenharia e pequena monta), e cinco quadras em andamento.

Fonte: SEED

 

 

 

Comentários