Se não for dessa vez

0

Hertz Tavares: “Dessa vez vai dar certo.”

A lista com os nomes dos aprovados no vestibular da Universidade Federal de Sergipe (UFS) deve sair até o final do mês. A expectativa é grande, mas… E se seu nome não estiver lá?

 

Por três vezes a estudante Tatiane Amaral, 20 anos, passou por essa situação. O sonho de ser uma pessoa realizada profissionalmente e ajudar pessoas fez com que ela voltasse a se inscrever no processo seletivo da UFS.  “Vou tentar entrar no curso de Medicina até conseguir. Não consigo me ver fazendo outra coisa da vida”.

 

Ela admite que a cobrança por parte da família e dos amigos é enorme, no entanto, a pessoa que mais exige dela é ela mesma. Tatiane conta também que a cada tentativa mal-sucedida de entrar na Universidade chega a ficar desesperada, mas assim que se acalma o que faz é se matricular num cursinho e começar a estudar novamente.   

 

Hertz Tavares é protagonista de uma história parecida com essa. Essa é a terceira vez que ele participa do vestibular da UFS, mas o caso dele tem uma particularidade. Hertz já foi aprovado para o curso de Odontologia em 2004, mas até agora só cursou duas disciplinas.

 

“Não quero ser dentista. Ser médico é o monte mais alto onde eu posso chegar e é isso que desejo”, revela o candidato. Hertz comenta também que desde que começou a ter o curso de Medicina como meta se sente numa constante evolução. Para ele, à medida que o tempo vai passando as  provas vão ficando mais fáceis, o que aumenta sua autoconfiança.

 

Voltando à pergunta do início da matéria, o que fazer se o seu nome não estiver lá? Levando em conta as histórias de  Tatiane e Hertz só resta um caminho. Continuar tentando

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais