Selo Unicef: municípios recebem capacitação em educação e saúde

0
O encontro acontece em Aracaju nesta terça e quarta-feria, 20 e 21 (Foto: facebook Selo Unicef)

Representantes dos 46 municípios sergipanos inscritos no Selo UNICEF – Edição 2017-2020 estarão reunidos com equipes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e os parceiros do Centro Dom José Brandão de Castro (CDJBC) nesta terça-feira, 20, e quarta-feira, 21. Neste 3º Ciclo de Capacitação, os temas abordados são educação, saúde e protagonismo dos adolescentes. O encontro acontece das 08h30 às 16h30, na Faculdade São Luís de França, localizada na Rua Laranjeiras, 838, Bairro Getúlio Vargas, em Aracaju. Para a imprensa, o convite é mais cedo: a partir das 7h30, para um bate papo sobre o evento.

Neste ciclo, os secretários municipais de educação estarão presentes, além do articulador do Selo UNICEF e do mobilizador de adolescentes. As apresentações incluirão iniciativas de educação, como a Busca Ativa Escolar para inclusão de crianças que hoje estão fora da escola, Trajetórias de Sucesso Escolar, que aborda o enfrentamento da distorção da idade-série, formas de reverter a evasão escolar, a gestão da escola e a articulação com o território e relação escola-família-comunidade, além da apresentação de experiências pedagógicas de sucesso escolar no Brasil. A agenda inclui também orientações para políticas de tratamento adequado da sífilis congênita e relatos de experiência dos Núcleos da Cidadania dos Adolescentes (NUCAs) instalados nos municípios participantes.

Os municípios inscritos no Selo UNICEF comprometem-se a, em quatro anos, implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Pela metodologia da iniciativa, as cidades passam a ser monitoradas a partir de 11 indicadores, a exemplo abandono escolar, distorção idade e ano escolar e cobertura vacinal, e precisam evoluir em pelo menos sete. Aqueles que obtiverem os melhores resultados, até 2020, serão certificados.

Durante a edição, o UNICEF e seus parceiros locais promovem um conjunto de atividades formativas (presenciais e à distância), com o objetivo de apoiar os municípios na realização das ações propostas pelo Selo UNICEF e na qualificação das políticas públicas para crianças e adolescentes. A expectativa é que a elaboração e execução das políticas públicas continuem mesmo após o fim da edição. Além disso, a iniciativa monitora e avalia os resultados nas condições de vida das crianças e adolescentes.

O Selo UNICEF

A Edição 2017-2020 do Selo UNICEF conta com a participação de mais de 1.924 municípios de 18 estados brasileiros, na Amazônia e no Semiárido. Destes, 169 estão na Paraíba. Seu sucesso é resultado da parceria entre o UNICEF e governos estaduais e municipais por meio da atuação integrada entre diferentes níveis de governo voltados às crianças e adolescentes.

Alcançar os mais de 1.900 municípios que participam do Selo UNICEF só é possível graças ao apoio de milhares de doadores individuais e de parceiros corporativos como Amil, Instituto Net Claro Embratel, Fundação Itaú Social, RGE, Enel, Coelba, Cosern, Celpe, BNDES, CPFL, Sanofi, Neve, Energisa, Celpa e Cemar. Mais informações sobre o Selo UNICEF em www.selounicef.org.br.

Sobre o UNICEF – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove os direitos e o bem-estar de cada criança em tudo o que faz. Com seus parceiros, trabalha em 190 países e territórios para transformar esse compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente seus esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas.

Fonte: ascom Unicef

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais