Sem salário, professores de Laranjeiras farão ato nesta quarta-feira

0
Professores de Laranjeiras estão com salário e 13º atrasados (Foto: Google)

Os professores da rede municipal de ensino de Laranjeiras continuam com o salário de dezembro e 13º atrasado e sem previsão para recebimento. Diante desta situação, nesta quarta-feira, 20, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese) farão um ato em frente a sede da prefeitura do município e distribuirão cesta básicas para os professores.

De acordo com a diretora executiva de base dos municípios do Sintese, Emanuele Pereira, na semana passada o sindicato se reuniu com o prefeito Juca de Bala. A informação é que a verba do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) foi depositado, mas bloqueado pela justiça.

“Segundo informação repassadas pelo prefeito foram depositados 700 mil do Fundeb, e mais de 500 mil foram bloqueados. Eles precisam recorrer à justiça, porque verba da saúde e educação não podem ser bloqueadas, mas por esse motivo, segundo o gestor, os professores não receberam o salário de janeiro como os outros servidores”, explica.

Emanuele conta que o prefeito informou que a gestão anterior não deixou nenhum recurso para pagamento do salário de dezembro e que a situação financeira do município é complicada. “O prefeito disse que está aguardando receber os balancetes da gestão anterior para saber a real situação do município, mas ainda não sinalizou quando vai pagar os salários dos servidores de dezembro. Em relação ao 13º salário, ele disse que vai tentar uma linha de crédito para ver se ameniza a situação, mas nada certo, tudo na suposição”, aponta.

Nesta quarta-feira, 20, os professores estarão reunidos em um ato em frente à sede da Prefeitura de Laranjeiras e haverá a destruição de cestas básicas. “Nós gostaríamos era que os professores estivessem com seus salários em dia, que é o certo, e não tendo que receber cesta básica para poder se manter. É uma situação lamentável. Após o ato vamos pedir a intervenção do Ministério Público nessa situação porque os servidores não podem ficar sem salários”, adianta Emanuele.

O Portal Infonet entrou em contato com a Prefeitura de Laranjeiras através do e-mail novagestaolaranjeiras@gmail.com, mas até a publicação da matéria não recebemos resposta. O Portal Infonet permanece à disposição da Prefeitura de Laranjeiras através do e-mail jornalismo@infonet.com.br.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais