Servidores do IFS continuam em greve

0

Sindicato afirma que o Governo não quer negociar com a classe (Foto: Arquivo Infonet

A greve dos servidores técnicos administrativos e docentes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS) continua por tempo indeterminado. Mesmo após algumas negociações a respeito do reajuste salarial e plano de carreira, os servidores decidiram por manter o movimento grevista após plenária realizada pelo Comando Nacional de Greve na última quarta-feira, dia 5.

De acordo com o coordenador geral do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) de Sergipe, José Jackson do Amor Divino, o impasse continua devido à intransigência do Governo Federal em não querer negociar com o Sindicato enquanto a categoria permanecer em greve.

“Se ele [governo] não negocia com a gente em greve, imagine se vai querer negociar quando não estivermos em greve. Os professores continuam paralisados, mas alguns técnicos continuam trabalhando porque estão no estagio probatório e estão com receio de não se manter no emprego. Na verdade vamos reivindicar para que todos parem e não apenas alguns”, desabafa o coordenador.

Em Sergipe, os servidores reivindicam reajuste emergencial de 14,67% (inflação de acordo com o IPCA e a variação do PIB), a manutenção e ampliação de concursos públicos, bem como a contratação dos aprovados no último processo seletivo realizado pelo IFS. Em Sergipe permanecem paralisadas as instituições de Aracaju, São Cristovão, Lagarto, Itabaiana, Nossa Senhora da Glória e Estância.

Os servidores voltam a se reunir em assembleia na próxima sexta-feira, dia 7, a partir das 9h no Auditório Pedro Braz, no IFS. Em pauta, serão discutidos os novos rumos do movimento grevista, bem como a permanência ou não da greve.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais