Servidores Técnicos da UFS decidem retornar à greve

0

O Sindicato deverá comunicar a decisão à reitoria ainda hoje [13] (Foto: Portal Infonet)

Em Assembleia Geral realizada na manhã desta terça-feira, 13, os servidores técnicos administrativos da Universidade Federal de Sergipe (UFS) decidiram pelo retorno à greve por tempo indeterminado, após uma reavaliação do movimento grevista da categoria.

De acordo com o Diretor de Comunicação e Integração do Sindicato dos trabalhadores da Universidade Federal de Sergipe (Sintufs), Manoel Messias, apesar do retorno a greve, os servidores manterão um efetivo de servidores em atividades. “A greve já inicia a partir desta quarta-feira [14] e pode durar dois dias ou mais. Como prevê a decisão judicial, estaremos com 50% do efetivo de funcionários em atividades. As decisões não avançaram e por isso decidimos pelo retorno da greve”, informa Manoel Messias.

Os servidores deflagraram a greve no dia 8 de junho, devido à ausência de negociação do Governo Federal com a campanha salarial. Já no mês de julho, os técnicos voltaram às atividades seguindo orientação da Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra).

Pauta

A categoria reivindica em favor de uma campanha salarial emergencial (inclusão de recursos no orçamento 2011/2012 para reajuste salarial com piso de três salários mínimos e step de 5%); recursos para aprimoramento da carreira com propostas que resolvam a questão do vencimento básico complementar e reposicionamento de aposentados; racionalização de cargos; resolução do anexo IV, com ampliação de percentual horizontal para todas as classes e isonomia salarial e de benefícios, a começar pelo executivo, por ser o menor salário do funcionalismo público.

As universidades federais estão em greve há mais de 90 dias, e até o momento não houve qualquer tipo de negociação por parte do governo segundo comunica o Sintufs. Manoel Messias informa ainda que o Sindicato deve encaminhar ainda hoje, 13, um comunicado à reitoria da UFS informando da decisão tomada pela categoria.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais