Testagem em alunos e professores da rede estadual começa no dia 17

0
Os testes serão ampliados às pessoas com mais de 60 anos, assim como aquelas com comorbidades, e em casos de investigação epidemiológica (Foto: SES)

A partir do dia 17 deste mês, professores e alunos da rede estadual de ensino começaram a ser testados pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). A expectativa é testar 6 mil docentes e estudantes em 28 municípios do estado ao longo de um mês de trabalho. O objetivo da ação é criar um perfil epidemiológico de soroprevalência para averiguar o comportamento do novo coronavírus (Covid-19) neste público específico.

De acordo com o professor do departamento de Farmácia da UFS, Lysandro Pinto Borges, a testagem irá começar nos municípios de Aracaju e Grande Aracaju. “Ainda estamos fechando o calendário para realizar a testagem nos municípios. Mas iremos iniciar os testes em escolas da capital e depois em Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão”, diz Borges.

Lysandro diz que os seis mil testes serão disponibilizados pelo Governo do Estado e que a testagem irá ser de maneira voluntária, ou seja, com autorização das pessoas (Foto: Josafá Neto/UFS)

Ainda segundo ele, a Secretaria de Educação, Esporte e Cultura (Seduc) irá fornecer os dados de algumas escolas para que possa ocorrer o processo de seleção. “A nossa ideia é fazer a testagem em 28 municípios pela divisão do Estado de Sergipe: Alto Sertão, Baixo São Francisco, Leste Sergipano, Médio Sertão, Agreste Central, Grande Aracaju, Centro Sul e Sul Sergipano. A testagem não será feita em todos, ,as será por amostragem para dar (ao Estado) um perfil estatístico do aumento do número de casos nessa população, estabilização ou recuperação. Nós vamos ter um parâmetro do que está acontecendo”, resume o professor.

Lysandro diz que os seis mil testes serão disponibilizados pelo Governo do Estado e que a testagem irá ser de maneira voluntária, ou seja, com autorização das pessoas. “Com essa testagem, nós queremos traçar um perfil sobre o comportamento da doença em professores e alunos da rede estadual. O estado de São Paulo, por exemplo, já realizou três ações neste sentido. Em Sergipe, será a primeira testagem dessa natureza. Ela é importante para guiar as políticas publicas através de um respaldo concreto, científico”, argumenta.

por João Paulo Schneider 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais