Trabalhadores e estudantes da UFS pedem adiamento da lista tríplice

0
O ato ocorre no prédio da reitoria (Foto: Sintufs)

Trabalhadores e estudantes da Universidade Federal de Sergipe (UFS) realizam na manhã desta quarta-feira, 15, uma manifestação em favor da consulta pública e pelo adiamento da escolha da lista tríplice que vai compor a eleição do nome do novo reitor para instituição.

Munidos de cruzes, cartazes e faixas os manifestantes buscam adiar a sessão do Colégio Eleitoral Especial marcada para acontecer de forma online nesta quarta-feira, 15, a partir das 9h, presidida pelo reitor Ângelo Antoniolli. A reunião do Colégio Eleitoral Especial vai proceder à eleição dos nomes que comporão as listas tríplices das quais serão escolhidos pelo presidente da República os futuros reitor e vice-reitor da Universidade Federal de Sergipe.

O coordenador Geral do Sintufs, Wagner Vieira, defende uma consulta pública como forma democrática de escolha do nome do novo reitor. “Nós estamos aqui para receber pessoal da organização da sessão remota, mostrando que essa sessão deve ser cancelada. O reitor convocou essa eleição para hoje e não pode. Ele deveria chamar o conselho que iria decidir se a escolha dos nomes seria online e quais as regras a ser seguidas e não o reitor definir. Queremos uma consulta pública que serviria para nortear a eleição com debate e apresentação das chapas”, informa.

Reitoria

O Portal Infonet entrou em contato com a assessoria do gabinete do reitor que esclareceu que a reunião é online e que o Tribunal Regional Federal manteve para esta quarta-feira, dia 15 de julho, a data da reunião do Colégio Eleitoral Especial para formação das listas tríplices para reitor e vice.

Ainda segundo a reitoria, a eleição deste ano é atípica e não cabe a reitoria realizar uma consulta pública e que todas as decisões da reitoria devem ser referendadas pelo Colégio Eleitoral Especial constituído por conselheiros que compõem os três conselhos superiores da UFS.

por Aisla Vasconcelos

Comentários