Após 3 derrotas, técnico sai do Itabaiana

0

Marcelo Sergipano acha que não ficará muito tempo parado
Após três derrotas, duas no Campeonato Sergipano e uma goleada na Copa do Brasil, o técnico do Itabaiana, Marcelo Sergipano, deixa o comando do clube, que liderou o estadual nas oito primeiras rodadas. “Tenho vergonha na cara. Não vou andar pelas ruas de Itabaiana olhando para a cara dos torcedores. Já que a essa altura não tem como demitir 11 jogadores, saio eu”, diz Marcelo, que desmente que tenha sido demitido.

O ex-técnico do tricolor serrano não esconde que estava muito insatisfeito com o futebol apresentado pelo plantel e revela que a crise nos bastidores começou logo após o jogo contra o Sete de Junho, no primeiro turno do Sergipano. “Em uma reunião falei o que deveria ser falado, e um ou dois jogadores não gostaram do que ouviram”, fala.

Marcelo transpareceu que o problema que levou à sua saída tem dois jogadores do time como protagonistas. “Ali tem uns dois que se faz de Jesus só para enganar o satanás”, compara, sem querer revelar nomes. Segundo ele, os jogadores não foram dispensados para que um provável tumulto não atrapalhasse o foco do Itabaiana nos jogos. “O que vem faltando no time é compromisso de alguns jogadores”, conta.

Consciente de que é bom no que faz, Marcelo acha que não vai ficar muito tempo parado. Vai separar poucos dias para descansar da pressão dos últimos dias e logo em seguida vai em busca do seu lugar ao sol. “Já tenho algo em vista no mato Grosso e na Bahia. Mas por enquanto são apenas hipóteses”, fala.

O desligamento dele foi acertado na manhã de sexta, 27. A diretoria do Itabaiana, time que não vence há seis partidas, não foi localizada para comentar o assunto.

Por Glauco Vinícius e Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais