Atleta conquista título de campeão mundial com o apoio do Banese

0

40 países, 1.300 atletas e um único representante sergipano. Mesmo assim, Geandsson José Viana dos Santos conquistou o título de Bicampeão Mundial de Tae Kown Do, em São Paulo. Apesar de todas as adversidades, o lutador patrocinado pelo Banese ganhou pela segunda vez um campeonato desse porte, provando para o mundo a força de Sergipe. Geandsson já pratica o esporte há 11 anos. Desde essa época, ele vem acumulando títulos como o de campeão e vice-campeão brasileiro, pentacampeão N/NE e interestadual e oito vezes campeão sergipano de Tae Kwon Do. De acordo com o atleta, um campeonato desse porte envolve uma alta preparação técnica. “Não é qualquer pessoa que tem condições de participar de um Mundial. Primeiro porque envolve custos muito altos, segundo porque o competidor tem que ter tempo e apoio para treinar”, diz. Outra observação de Geandsson sobre o campeonato foi o fato de que os esportistas sergipanos e nordestinos ainda sofrem muito com o preconceito. “Vencer uma competição como essa é importante porque difunde o nome de Sergipe e ajuda a acabar com essa discriminação. Não é porque somos o menor Estado da Federação que somos menores que o resto do país em termos de capacidade”, explicou. A filosofia Para o atleta, as artes marciais representam não apenas um grupo de lutas, mas uma filosofia de vida. “Nós aprendemos conceitos como respeito mútuo, autocontrole e confiança”. O praticante conta que quando se interessou pelo Tae Kwon Do, seu principal objetivo era se “vingar” dos colegas de escola. “Eu era gordinho e por isso virei motivo de zombaria”. Mas, como conta logo depois, o desejo de se vingar foi substituído logo depois pela educação e consciência de que “não devemos fazer aos outros o que não faríamos para nós mesmos”. Dificuldades com o patrocínio? Nem por isso o atleta desanima: “pensamento positivo: se achar que não consegue, você não vai pra frente. Passei todas as minhas férias procurando apoio e agradeço ao Banese, à Secretaria de Estado de Esporte e a Master Radius por acreditarem em mim”. Difícil ou não, o que importa é que, hoje, Geandsson está ao lado de grandes nomes sergipanos. São pessoas como ele que levam o Estado de Sergipe a ser reconhecido em outros locais. “Tenho duas coisas a dizer, a primeira é agradecer ao Banese, especialmente ao presidente e à área de marketing por acreditar em mim. Já a segunda é dizer que eu quero, posso, acredito e pretendo trazer mais títulos para Sergipe”. Boa sorte.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais