Atleta paralímpico pede ajuda para participar de Grand Prix de Judô

0
Enaldo Boaventura compete na categoria judô deficiente visual (Foto: Divulgação)

O Grand Prix Internacional Infraero de Judô Paralímpico acontece em São Paulo de 19 a 21 de março, evento importante que atrai atletas de vários países. Há uma semana do início da competição, atletas paralímpicos sergipanos ainda tentam conseguir patrocínio para conseguir participar do evento esportivo.

O atleta paralímpico da categoria judô deficiente visual, Enaldo Boaventura, terceiro no ranking nacional, é um deles. O jovem, que participa do Projeto “Judô para todos” da Universidade Federal de Sergipe (UFS) conta que, por enquanto, não tem nenhum recurso para viajar.

“Só a passagem para São Paulo custa R$ 1.500 e eu não tenho dinheiro para comprar. Ainda tem o gasto com hospedagem e alimentação. Estou conversando com algumas empresas parceiras para tentar conseguir patrocínio para ir à competição”, diz.

Enaldo, que é faixa preta em judô e formado em educação física, revela que em Sergipe o esporte paralímpico ainda é muito carente de incentivo. “Falta um olhar do Estado e dos municípios para o esporte paralímpico, além do judô, temos atletas de outros esportes que vivem a mesma situação de falta de apoio e patrocínio. Para o Grand Prix cinco atletas estavam prontos para ir, mas pela falta de patrocínio, talvez, apenas três consigam ir para a competição”, lamenta.

Quem quiser ajudar Enaldo e aos demais judocas a participar do Grand Prix podem entrar em contato pelo telefone (79) 99121- 7635.

Por Karla Pinheiro

Comentários