Célio França diz que foi traído no Dragão

0

 

Célio França no centro
O ex-presidente do Confiança, Célio França, desistiu de participar das eleições do clube, marcadas para hoje, às 18h30, no Estádio Sabino Ribeiro. Segundo ele, o pleito será realizado com menos de 60 torcedores aptos a votarem. Segundo ele, manteve contato com o conselheiro Aricio Resende para realizar a anistia de todos os associados, com o objetivo de tornar o processo mais democrático.

“Sinto-me traído, pois não me deram sequer uma resposta. No entanto, saio fortalecido por não ter abandonado a grande massa de torcedores desse clube que o próprio hino diz, já nasceu grande”, disse Célio França, ressaltando que tinha muitas idéias para soerguer a equipe proletária e dentre elas ser campeão sergipano em 2005, acesso para a Série B, fortalecimento das divisões de base, corrigindo um crime cometido com Elcarlos Cruz, que dedicou a sua vida as coisas do Dragão.

“Diante doa alarmantes números apresentados pelo senhor Arício Resende pude observar que após a minha saída da presidência do clube, apenas 69 torcedores se associaram e o pior a inadimplência que girava em torno de 3% na minha administração hoje está em 97%”, disse França, acrescentando que os atuais dirigentes querem se perpetuar no poder, por isso tomaram essa medida de autoritária e de exclusão social não permitindo que a nação proletária tenha o direito de votar.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais