Comitê realiza as últimas avaliações dos Paraolímpicos

0

Toda atenção é pouca para os que estarão em Atenas defendendo a camisa brasileira. Por este motivo, o CPB investe no processo de avaliação dos atletas. Agora é a vez de 46 paraolímpicos se submeterem aos poderosos testes físico, pscológico, nutricional e médico. Os exames ocorrem durante os dias 23 e 27 de junho na Escola Paulista de Medicina, em São Paulo. Se a equipe já é a maior da história, com 99 atletas, o investimento na preparação é justo: o CPB também visa ter os melhores resultados e estar entre as 20 potências do mundo. Para isso, cada detalhe está sendo levado em conta. Esta é a primeira vez que o CPB oportuniza um planejamento contínuo de treinos e avaliações para os atletas brasileiros. Desde o mês de fevereiro deste ano, o grupo de técnicos e avaliadores do CPB está acompanhando mensalmente o rendimento dos atletas brasileiros. O Comitê também montou um cronograma de atividades que possibilita a reunião das seleções das modalidades pelo menos uma vez por mês para desenvolver uma etapa de treinamento e avaliações. Outro ponto positivo da preparação dos atletas que irão para a Grécia é que os técnicos de cada região, que acompanham diariamente os atletas, participam de todo o processo e têm responsabilidades junto ao grupo de especialistas do CPB. Mensalmente estes profissionais entregam um relatório para os técnicos nacionais e para os avaliadores. Já os técnicos nacionais, analisam toda a parte física por meio de um relatório dos avaliadores e acompanham a performance dos atletas. Cresce o conhecimento dos técnicos nacionais e regionais; cresce o conhecimento do próprio atleta em relação a seu corpo, seu rendimento e a tudo que ele precisa para ser um atleta de alto-rendimento e, aos poucos, a comissão avaliadora amplia seus métodos para relatar cada movimento dos paraolímpicos. Testes aplicados: psicologia, lactato, eletro, nutrição, biomecânica, audiometria, broncoespasmo, wingate, isocinético, ergoespiro, eletrocardiograma, composição corporal, capacidades motoras 1 e 2. OBS: Os testes de biomecânica são realizados enquanto os atletas treinam e são interessantíssimos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais