Competição de triathlon atrai atletas de vários Estados

0
Atletas percorrerão 750m a nado, 20 km de bicicleta e 5km de corrida (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Atletas de Sergipe, Pernambuco, Bahia, Alagoas e São Paulo se reunirão no próximo domingo, 28, para a 2º Etapa do Sergipano de Sprint Triathlon. O evento acontecerá na orla Pôr do Sol, no Mosqueiro, com largada prevista para às 8h30. A expectativa é de que 50 participantes estejam presentes na competição, que será realizada pela Federação de Triathlon do Estado de Sergipe (Fetrise).

Augusto César, presidente da federação, explica que a 2ª etapa integra a sequência de eventos regionais e internacionais sediados em Sergipe. “Em março, realizamos a 1ª etapa junto com a Copa Brasil, e recentemente houve o Panamericano de Aquatlon. Para que tenhamos essas competições a nível internacional e nacional, é necessário fortalecer o esporte dentro do Estado”, diz.

Durante o domingo, os atletas terão de percorrer 750m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida. Na ocasião os participantes se dividirão nas categorias por faixa etária, portadores de necessidades especiais e revezamento. Na premiação, receberão medalhas os três primeiros colocados gerais masculinos e femininos e os três primeiros em cada categoria, além das medalhas de participação.

Entre os destaques da competição e do Triathlon sergipano, Augusto César aponta a jovem Bárbara Juliana, 14, campeã geral no brasileiro Infanto-Infantil com apenas seis meses de prática na modalidade. Rômulo Menezes, 17, também é destaque brasileiro no ranking da Copa Brasil, categoria Junior. A 2ª etapa contará também com a participação do argentino Ezequiel Morales, campeão do Iron Man Brasil 2012.

Avanço

De acordo com Augusto César, o Triathlon tem ganhado força no Estado a partir dos últimos três anos. “Antes a federação não estava funcionando, e eram apenas três atletas federados. Somos hoje mais de 35 atletas filiados, com o fortalecimento da federação e do esporte e um bom nível dos atletas e dos técnicos”, conta.

Para o presidente, a principal dificuldade encontrada em Sergipe é a dificuldade de locais para competições na modalidade natação. “Infelizmente o mar é agitado, e os rios estão poluídos. Como primamos pela segurança, não queremos escolher qualquer local para por em risco a vida dos atletas”, relata. Quanto ao incentivo, Augusto César destaca o apoio das secretarias de Esporte do Estado e do Município.

Auagusto César, presidente da Fetrise

Augusto César expõe ainda a intenção da federação de difundir o Triathlon no interior de Sergipe. “Pelo fato de ainda ser um esporte relativamente caro, por causa dos equipamentos e da manutenção, ainda não conseguimos chegar a outras cidades. Estamos divulgando a modalidade nos municípios, para que novas pessoas se interessem”, explica.

Ex-praticante do Triathlon, Augusto salienta os benefícios do esporte. “O melhor do Triathlon é que, por ser uma modalidade individual, você depende apenas de si mesmo. É um desafio, onde o atleta busca o tempo todo romper barreiras e dar o seu melhor”, enfatiza.

Comentários