Copa do Brasil: Sergipe é eliminado pelo Goiás no Batistão

0
Jéferson comemora: Goiás 1 a 0

Acabou a Copa o Brasil para os times sergipanos em 2019. Na noite desta quarta-feira, 13, o Sergipe foi mais um a sofrer a triste sina dos times do estado e foi eliminado em seu primeiro desafio na competição por 2 a 0 diante do Goiás-GO em pleno estádio Batistão.

Com o resultado, o futebol sergipano encerra sua participação na Copa do Brasil de 2019 com duas eliminações. A primeira foi a do Itabaiana, despachado pelo Paraná por 5 a 2 também no Batistão.

O jogo
O Goiás não quis saber de estudar o adversário e partiu pra cima. Em ritmo acelerado, o time do técnico Maurício Barbieri mostrou vontade de resolver o jogo logo nos primeiros minutos. E eles quase conseguiram aos 10, quando Marlone chutou de longe, Erivelton deu rebote e Jr. Brandão, na pequena área, mandou na trave. O Sergipe até respondeu aos 12 com boa penetração de Marinho Donizete, mas, na conclusão, o lateral mandou muito longe, à esquerda do gol.

O ímpeto alviverde seguiu a todo vapor. Aos 19, Renatinho cobrou falta, Marlone mandou de primeira em direção ao gol, mas Erivelton, mais uma vez, defendeu. Aos poucos, porém, o Goiás passou a se segurar mais e o Sergipe, com boas triangulações, conseguiu explorar alguns espaços. Em um deles, Brendon tentou surpreender Sidão com um chute de fora da área, mas o goleiro conseguiu ficar com a bola em dois tempos.

Goiás em cima: primeiros minutos em ritmo intenso

Aos 32, o Sergipe se deu ao luxo de partir em contra-ataque de dois contra dois. Mas após receber de Ramalho, Maranhão bateu mal e isolou. No lance seguinte, o alvirrubro Erivelton fez milagre ao defender um chute rasteiro de Marlone que tinha endereço certo. E apesar do resultado de 0 a 0 ser favorável ao Goiás, era o Sergipe que encerrava o primeiro tempo mais confiante.

No segundo tempo, a proposta do Goiás já não era de amassar o Colorado em busca do gol – mas sim de esperá-lo atacar. E foi o que o time alvirrubro tentou fazer, mesmo que sem grandes oportunidades de gol. O primeiro chute só saiu aos 13, quando Maranhão recebeu de Donizete e mandou por cima. E quando os donos da casa pareciam manter a posse de bola sob controle, o Goiás abriu o placar.

Maranhão encara a marcação: Sergipe ainda desperdiçou algumas chances

Após jogada pela esquerda, Jeferson mandou de fora da área de canhota e marcou um golaço sem chances para Erivelton: Goiás 1 a 0. A resposta alvirrubra parecia que seria aos 27, em cobrança de falta de Batata. O chute até foi em direção ao gol, mas o goleiro espalmou e a zaga afastou. No lance seguinte, o Goiás ampliou. Após cruzamento de Brenner na pequena área, Renatinho apareceu no segundo pau e tocou pra dentro. A zaga do Sergipe ainda tentou afastar a bola das redes, mas a redonda havia passado da linha: Goiás 2 a 0.

O Sergipe sentiu o segundo gol e ficou mais tímido em sua saída de bola. E quem gostou disso foi o Goiás, que passou a frequentar ainda mais a área alvirrubra. Aos 35, Brenner mandou a bola no travessão. Aos 37, o Sergipe perdeu a chance de diminuir com Batata, que recebeu no segundo pau e, praticamente cara a cara com o goleiro, chutou em cima do arqueiro. E aos 44, Brenner mais uma vez perdeu sua chance ao chutar para grande defesa de Erivelton. E nada mais aconteceu até o apito final.

FICHA TÉCNICA

Sergipe 0 x 2 Goiás
Gols: Jéferson [23’ 2t], Renatinho [30’ 2t]

SERGIPE
Erivelton, Rhuan, Alexandre, Heverton, Brendon, Marinho Donizete, Natan (Vitor Trator), Ramalho, Giancarlo (Batata), Elton (Zé Mário), Maranhão

GOIÁS
Sidão, Kevin, Yago, Rafael Vaz, Geovane, Jéferson, Renatinho, Léo Sena (Gilberto), Jr. Brandão (Brenner), Marlone, Michael (Leandro Párcia)

Público Pagante: 2.287
Público Total 2.828
Renda: R$ 59.070

Por Igor Matheus

Comentários