COPA PETROBRAS – FRANCO FERREIRO ALCANÇA AS OITAVAS-DE-FINAL EM BOGOTÁ

0

Vice-campeão da etapa boliviana da Copa Petrobras, na semana passada, o gaúcho Franco Ferreiro chegou motivado a Bogotá e nesta terça-feira bateu o tenista local Carlos Salamanca, por duplo 6/4, avançando às oitavas-de-final do challenger colombiano.
”Cheguei da Bolívia e não tive muito tempo para me adaptar. Treinei um pouco de manhã e me senti bem. Comecei jogando com confiança. Acho que o segredo foi jogar tranqüilo nos momentos importantes e saber aproveitar as oportunidades sobre o saque dele (Salamanca)”, disse o gaúcho.


Atual número 274 do ranking de entradas da ATP e sétimo melhor tenista do país, Ferreiro, de apenas 20 anos, é uma das jovens revelações do tênis brasileiro. Na semana passada, em Santa Cruz, esteve bem perto de conquistar seu primeiro título de Challenger. “As duas primeiras semanas da Copa Petrobras (Santiago (CHI) e Buenos Aires (ARG) caiu na primeira rodada) não foram boas para mim, mas em Santa Cruz consegui ganhar partidas muito duras e acho que estou num bom momento. Espero continuar assim nesta semana”, afirmou.

 Nas oitavas-de-final, Ferreiro irá enfrentar pela terceira vez na carreira o romeno Razvan Sabau, cabeça 4, que na primeira rodada eliminou o mexicano Alejandro Hernandez, por 6/4 6/3. No retrospecto, o brasileiro leva a vantagem, tendo-o vencido nos Challenger de Leon e San Luís Potosí, no México, este ano.

 Além de Ferreiro, o também gaúcho Francisco Costa está nas oitavas-de-final. Já Júlio Silva, que estreou contra o norte-americano Hugo Armando, segundo favorito, perdeu de virada por 4/6 6/4 7/5.

 A Copa Petrobras, o maior circuito da América Latina da série Challenger da ATP, teve início em Santiago (Chile), no último dia 1o. Depois foi a Argentina (Buenos Aires), Bolívia (Santa Cruz) e agora Colômbia (Bogotá). O circuito ainda terá etapas no Brasil (Aracaju, 29/nov a 5/dez) e México (Guadalajara, 6 a 12/dez). Cada torneio distribui uma premiação de US$ 50 mil e pontos para o ranking mundial.


Com este torneio, a Petrobras dá mais um passo rumo à consolidação de sua presença na América Latina, utilizando o esporte como um dos instrumentos de integração dos mercados compreendidos por sua área de negócios. A empresa tem ativos em seis países da América do Sul – Argentina, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela -, além do México. Em todos eles atua em exploração e produção de petróleo e/ou gás e vem buscando a diversificação de seus negócios.

 A Copa Petrobras tem o patrocínio de Petrobras, com co-patrocínio de Varig, Cobra Tecnologia e Campari. A realização é da Octagon Koch Tavares 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais