CREF Continua trabalho de fiscalização em Sergipe

0

A lei federal 9696/98, que regulamenta a profissão de Educação Física em todo o Brasil, continua sendo ignorada por muitos desses profissionais e academias. Para fazer valer todos os artigos da referida lei, os Conselhos Regionais de Educação Física – CREF`s têm exercido severa fiscalização exigindo o cumprimento dos dispositivos legais, que só trazem benefícios para esses profissionais.

Hoje, nenhum técnico pode dirigir equipes quer sejam profissionais ou amadoras em competições oficiais, que não sejam devidamente registrados nos seus Conselhos Regionais ou seccionais, como é ocaso de Sergipe. Segundo o professor Gilson Dória, representante do CREF – BA/SE neste estado, alguns profissionais ainda relutam em aceitar o registro. “Mas o CREF está exercendo uma fiscalização rigorosa, a  princípio como orientação, mas posteriormente, a entidade vai exercer o direito de aplicar punições aos infratores.

Para mostrar a seriedade do trabalho desenvolvido pelo CREF, recentemente, um técnico sergipano ficou impossibilitado de trabalhar nos Jogos da Juventude, em Brasília, porque não tinha registro na entidade de classe. Para poder dirigir seus alunos, foi necessário se filiar emergencialmente. “Foi um transtorno para a delegação, mas os agentes do CREF, não abriram mão do direito de filiação desse profissional”, lembrou Gilson Dória.

Por ocasião da realização dos XXI Jogos da Primavera, esteve em Aracaju a agente de fiscalização Karina Protti de Matos. Ela esteve em diversas quadras cumprindo o direito de fiscalização e os resultados foram os piores possíveis. “Só no primeiro dia de trabalho, dos 15 técnicos que estavam trabalhando, apenas dois tinham registro profissional. Acredito até, que o trabalho de conscientização que estamos realizando, venha a modificar essa situação”, disse Karina Protti.

Além do trabalho de fiscalização exercido com os profissionais nas quadras de jogos, Karina estendeu a fiscalização às academias e casas de ginásticas e a situação encontrada, não foi muito diferente. Os agentes do CREF vão continuar com esse trabalho de divulgação, conscientização e fiscalização. Apenas 10% das academias sergipanas estão devidamente registradas no CREF.

 

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais