Estádios sergipanos são fechados para reparos

0
Estádio Paulo Barreto, em Lagarto (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Quatro estádios sergipanos terão suas atividades suspensas. Ao menos, até o dia 19 de janeiro de 2015. A parada está relacionada aos reparos que a Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (SEEL) pretende fazer nos estádios para as equipes sergipanas disputarem o campeonato estadual do ano que se aproxima. Serão fechados os seguintes estádios: Presidente Médici, em Itabaiana; Paulo Barreto, em Lagarto; Augusto Franco, em Estância; e Governador Valadares, em Maruim.

A decisão foi oficializada nesta segunda-feira, 29, com a publicação da portaria no Diário Oficial. As atividades já serão suspensas nos locais a partir desta terça-feira, dia 30 de dezembro e só devem ser retomadas a partir do dia 19 de janeiro de 2015.

O presidente da Federação Sergipana de Futebol (FSF), Carivaldo Souza, explica que as reformas realmente devem ser feitas nos estádios. “Tem que cuidar, tem que dar condição para o futebol profissional ser jogado. Tem lugar que todo dia tem ‘pelada’, então o gramado fica muito danificado”, disse o presidente.

Carivaldo chamou a atenção para um estádio em especial: o Paulo Barreto. “O estádio em Lagarto, se não fizer um reparo, não tem nenhuma condição de os jogos acontecerem lá. É a nossa maior preocupação”, explicou. “A Federação inclusive vai fazer uma vistoria antes de o Campeonato Sergipano começar pra saber se os locais estão em condição”, completou.

O presidente do Lagarto Futebol Clube, Aloísio Santos Andrade, comemora as reformas, mas faz ressalvas. “A obra é bem-vinda, sim. Mas o governo deveria ter feito isso em outro momento. O campeonato desse ano acabou há muito tempo. Aí agora faltando pouco tempo pra 2015, vão fazer”, disse Aloísio.

Aloísio disse ainda que o estádio Paulo Barreto está em situação precária em alguns setores. “O gramado e os refletores estão em estado crítico. Já no início do campeonato, teremos um jogo difícil contra o Confiança e será à noite, tem que ter boas condições nos refletores. A gente espera que a obra não seja apenas uma pintura”, falou o presidente.

Segundo Carivaldo Sousa, a Federação Sergipana de futebol está estudando locais que servirão como alternativa durante o período de fechamento dos estádios.

Por Helena Sader e Verlane Estácio

Comentários