Falta de patrocínio prejudica Vinícius de vôlei de praia

0

Vinícius Santana, atleta sergipano de Vôlei de Praia
Vinícius Santana, atleta sergipano de vôlei de praia, chega no domingo, 28, em Aracaju, para rever a família e mais uma vez tentar conseguir patrocínio. Com 20 anos, e vários títulos na carreira, Vinícius agora está treinando em Vitória (ES), com as melhores duplas do país. No entanto ainda enfrenta o que considera a sua maior dificuldade no esporte, patrocínio. O atleta pretende agora sensibilizar os políticos locais para que criem dispositivos de incentivo para todo o esporte sergipano. Em entrevista exclusiva ao Portal Infonet, Vinícius desabafa e fala sobre o treinamento em outro estado. 

Portal Infonet- Como está o treinamento no Espírito Santo?
Vinícius Santana –Estão otimos graças a Deus estou num grupo muito forte e com uma equipe muito boa também.

Infonet- Você encontrou melhores condições do que em Aracaju? Quais as principais diferenças?
 

foto: Divulgação
VS- Sim melhores. Em Vitória (ES), como em outros Estados também existem excelentes centros de treinamentos tenho uma boa estrutura. Muitos atletas de alto nível e também bons profissionais na área do vôlei de Praia. As principais diferenças são as condições dos treinos diários, o técnico com disponibilidade diária, a equipe de treinamento com bons atletas para competição e treinos que aumentam o bom desempenho em volume de jogo. Fora os apoios de academia, fisioterapia, psicólogo e nutricionista.

Infonet- Quais as principais dificuldades?
VS-
 A pior dificuldade é a falta de patrocínio. Este é imprescindível mesmo, no momento estou passando por uma fase muito difícil em minha carreira esportiva, sem patrocínio está quase impossível continuar a competir. 

Infonet-Você está recebendo apoio?
VS-
 No momento estou recebendo apoio das empresas Sportstick de protetor solar, e da Cobra D”água que está dando todo material de vestuário tanto de jogo, quanto de treinos e passeio. Mas dão materiais e não dinheiro.

Infonet- Como você acha que o esporte sergipano poderia ser melhor apoiado?

foto: Divulgação
VS- De várias as maneiras. Por exemplo, as empresas do estado de Sergipe deveriam se valer da lei do Ministério do Esporte Federal, pela qual podem conseguir descontos em seus impostos. O Governo do Estado também poderiam manter atletas em competições dando assim condições para que eles possam representar com sucesso o nosso Estado. Você sabia que no meio do Vôlei de Praia existem atletas que são apoiados pelos seus estados de origem. São atletas que tem amplo e total apoio de secretarias, diferente de Sergipe que não está me dando nenhum apoio. Só houve quando me foi ofertado uma passagem para etapa de Teresina, mas eu não tenho somente esta etapa, e sim o ano todo. No vôlei de praia participar de várias etapas é decisivo e por isto só se tem resultados a cada final de ano. E mais, existem atletas que não são apoiados pelo estado, mas são apoiados por suas prefeituras, coisa que em Aracaju nunca fui. Eu eu já procurei a PMA, mas quando eu fui à Fundação Municipal de Cultura de Esporte e Turismo (Funcaju) a resposta que obtive era que a secretaria teria outros fins e não poderia me ajudar em uma só viagem… Acho que é uma questão de ajuda e incentivo. Seria o necessário para um atleta que trabalha para trazer um título ao Estado. Eu preciso de apoio e incentivo.
 
foto: Divulgação
Infonet- O que você espera do futuro?
VS-
A depender dos meus esforços, espero um futuro promissor, mesmo porque já provei como atleta que posso ir a competições e trazer conquistas ao meu Estado. Para isto é preciso de ajuda, apoio financeiro. Sem isto nenhum atleta conseguirá chegar a lugar algum. Sou a prova viva disto, pois quando tive o patrocínio do Bingo Palace, através do Marcelo Perondi que acreditou em meu potencial , os resultados vieram. Lá estão todos troféus do período de 2 anos e 6 meses que fui patrocinado pela empresa. 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais