Gil diz que não é culpado da saída de Replay

0

Gil afirmou que jamais pediu a cabeça de Jorge Replay e que não tem nada a ver com a saída do treinador. O volante concedeu uma entrevista exclusiva ao Correio de Sergipe explicando o episódio. Correio de Sergipe – Você tinha algo de pessoal contra Jorge Replay? Gil- Nunca tive nada contra o treinador Jorge Replay, muito pelo contrário, eu sempre o apoiei desde que ele chegou no clube. Correio de Sergipe – Houve desentendimento entre você e o ex-treinador? Gil – Eu, Fábio, Ramon e Dagil não concordamos com algumas coisas que estavam sendo feitas pelo treinador e procuramos a diretoria, mas em hipótese alguma pedimos a sua cabeça. O que nós queríamos era resolver o problema para que o Confiança não fosse prejudicado. Correio de Sergipe – Você recebia algumas reclamações do grupo com relação ao comportamento do treinador? Gil – Sim, muitos jogadores me procuraram, mas nenhum deles queria a saída do treinador e sim que o problema fosse contornado. Na condição de capitão da equipe sempre procurava o dialogo para que ninguém fosse prejudicado, inclusive o treinador. Correio de Sergipe- Como você recebeu a noticia da saída de Replay? Gil – Surpreso. Ninguém esperava que Replay pedisse demissão apesar dele ter dito que só ficaria no Confiança se eu fosse embora. Ou eu ou ele. Correio de Sergipe – Gil, você se considera um traidor? Gil – Muito pelo contrário, ele (Replay) foi quem me traiu. Ele queria colocar a culpa nos jogadores pelas derrotas e eu não concordo com essa opinião por isso, não me arrependo de nada. Desde do jogo contra Dorense que Replay era para ser demitido, mas não foi, porque segurei a barra com os demais companheiros. Replay fez 10 jogadores chorarem durante esse tempo e nunca tornamos publico em consideração a direção, torcida e o próprio clube. Se ele teve méritos pelas vitórias e a conquista da fase, os jogadores tiveram muito mais. Correio de Sergipe – O grupo não estava satisfeito com Jorge Replay? Gil – 90% dos jogadores não estavam satisfeitos com os procedimentos de Jorge Replay. É por isso, que procuramos a direção para contornar o problema, infelizmente não foi possível, pois ele preferiu abandonar a equipe. Repito, não temos nada de pessoal contra Jorge Replay e sim na questão profissional. Correio de Sergipe – Como o grupo recebeu a notícia da contratação de Maurício Simões? Gil – Com muita alegria. Ele tem um perfil do grupo, que é de vencedor e será bem aceito. Numa pesquisa feita entre os jogadores, Maurício Simões foi o primeiro da lista por ser um treinador que sabe unir o elenco e tem um método de trabalho definido.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais