“Gol da Sorte” será relançado este mês

0

Na última quinta-feira, dia 10, os secretários de Estado da Comunicação Social, Carlos Batalha da Juventude e do Esporte e da Juventude, Gualter Prudente, tiveram um encontro com os dirigentes de clubes e a imprensa esportiva, na sede da Secretaria da Juventude e do Esporte (Sejesp). O objetivo da reunião foi ouvir do auditor Fiscal e Coordenador de marketing da Secretaria da Fazenda (Sefaz), Antonio Luis, uma ampla explanação, de como será desenvolvida a campanha “Gol da Sorte”.

 

O objetivo da iniciativa, segundo o governo, é promover o desenvolvimento do esporte sergipano, especialmente o futebol, permitindo e incentivando o retorno dos torcedores aos estádios e conseqüentemente, gerando uma renda extra, para os clubes profissionais do Estado. O retorno do “Gol da Sorte” é uma reivindicação antiga dos dirigentes de futebol.

 

O lançamento oficial da campanha será feito pelo próprio governador do Estado, João Alves Filho e pelo secretário da Fazenda, Gilmar Mendes, no dia 16 de março, durante um café da manhã, no Palácio de Veraneio.

 

FUNCIONAMENTO: Segundo Antonio Luis a campanha terá a mesma legislação básica que foi adotada em anos anteriores. “O torcedor vai trocar a sua nota de compra por um ingresso, que dará acesso aos jogos do Campeonato Sergipano na capital e no interior e ao mesmo tempo, concorrer a sorteios de prêmios no intervalo das partidas. Ao final de cada mês, haverá o sorteio de um grande prêmio, que será um automóvel zero quilometro”, revelou o auditor da Sefaz.

 

Antonio Luis, explicou que os clubes serão ressarcidos com um percentual de 40% da capacidade de cada estádio. Cada ingresso terá o valor nominal de R$ 4,00. “Outro detalhe importante é que só poderá concorrer aos prêmios durante os jogos, aqueles torcedores que estejam presentes, naquela partida de futebol. Em contrapartida, ao grande prêmio, que será sorteado mensalmente nos estúdios da TV Aperipê, concorrerão todos aqueles que trocaram suas notas fiscais, pelos cupons que darão direito a participar da promoção”, esclareceu Luis.

 

O sistema de troca ainda não foi definido. A proposta da Sefaz era que, independente do valor nominal das notas, o torcedor trocaria um ingresso a cada 20 notas apresentadas. Contudo, os dirigentes de clubes e o presidente da Federação Sergipana de Futebol, sugeriram o valor nominal da nota fosse levado em conta, estabelecendo-se uma relação entre a soma dos valores de cada uma e a quantidade de ingressos. Por exemplo a cada R$ 100,00 acumulados em cupons fiscais o torcedor teria direito a um ingresso.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais