Grafiteiros comemoram conquista do Concurso da Secretaria da Juventude

0

Um público seleto, formado por artistas, professores de arte, designers gráficos, webdesigners, radialistas e jornalistas prestigiou na tarde da última segunda-feira, a solenidade de avaliação, premiação e encerramento, do I Concurso de Grafiteiros, promovido pela Secretaria da Juventude e do Esporte, com o objetivo de embelezar com arte popular, a entrada principal do estádio Lourival Batista.

Iniciado no dia 26 de novembro, o concurso contou com a participação de 10 artistas, que através da oportunidade oferecida pela SEJESP,  expressaram o seu sentimento nos traços do grafitismo, transformando em arte popular e  expressão de sentimento, temas como os “Jogos Olímpicos e Paraolímpicos”. A competição foi bastante concorrida, destinando prêmios aos classificados do 1º ao 5º lugar.

Uma comissão formada pelo secretário da USES, Valdélio Silva, Cássia Regina D`Antonio, da Unit, radialista Fred Ferreira, o designer gráfico Igor Libertador e o jornalista Jurandi Santos, teve a difícil missão de avaliar os trabalhos, determinando a pontuação para os itens como criatividade, traço, tema e harmonia, apresentado a classificação final.

VENCEDORES – Ao final da avaliação, a comissão organizadora do evento anunciou o resultado final e realizou a entrega dos prêmios em dinheiro, conquistados através de parceria com o Banese. Com 183 pontos, Carlos André foi o grande vencedor, levando o premio de R$ 800,00. O segundo lugar ficou com Henry Hudson, com 160 pontos, levando o premio de R$ 500,00. Com 150 pontos, Carlos Eduardo foi o terceiro colocado, com premio de R$ 300,00. Com 148 pontos, Alfredo Alexandre  ficou com o quarto lugar e o premio de R$ 200,00 e finalmente com 146 pontos, William Albuquerque foi o quinto colocado, com o premio de R$ 100,00.

O secretário Gualter Prudente encerrou a solenidade, agradecendo aos presentes e mais uma vez, justificou os objetivos do concurso. “Foi uma maneira de dar oportunidade para esses jovens mostrarem seus trabalhos. Eles não são pichadores, são artistas e a prova está aí nesses painéis lindos, que por muito tempo embelezarão a entrada da nossa principal praça de esportes”, comemorou Gualter Prudente. O vencedor Carlos André agradeceu a oportunidade e disse que estava muito satisfeito com a conquista e premiação. “Foi uma boa incitativa da Secretaria da Juventude, oferecendo a oportunidade do público poder diferenciar o que é grafite e o que é pichação”.

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais