Grêmio vence River Plate de virada em Aracaju

0
River Plate se desestabilizou no segundo tempo (Fotos: Portal Infonet)

Quem esperava uma goleada do Grêmio no River Plate de Carmópolis na partida ocorrida pela Copa do Brasil no estádio Lourival Batista nesta quarta-feira, 7, se decepcionou. O Tricolor venceu por 3 a 2 – e precisou de uma reviravolta no jogo para escapar da derrota.

O começo do primeiro tempo foi marcado pelas investidas contra Leandro Kivel, atacante do River. Kivel acaba sentindo uma lesão na coxa e, por volta dos 20 minutos, é substituído por Jonathan. Sem Leandro e Bibi – que foi suspenso e impedido de jogar contra o Grêmio – o Ouro Negro se viu em uma situação difícil.

Mas até aí, entretanto, o time não cedeu diante do adversário gaúcho. Depois de alguns chutes ao gol, o River Plate marcou seu primeiro acerto, aos 42 minutos da etapa inicial. De canhota, Almir Sergipe fez a bola passar pelo goleiro Victor e levantou a esperança de um resultado como o da Copa do Brasil de 2011, em que a equipe venceu o Botafogo por 1 a 0.

Tricolor saiu vitorioso

O começo do segundo tempo confirmou a possibilidade de vitória para a representação carmopolitana: Jonathan, o mesmo que havia substituído o craque do time, mandou um petardo ao arco e fez o segundo gol da disputa.

O técnico tricolor Luxemburgo achou por bem, então, mexer no time. Trocou o meia Marquinhos e o atacante Marcelo Moreno por Leandro e André Lima, respectivamente. O próximo gol seria do Grêmio – mas não foi finalizado pelo Imortal. O responsável foi Fernando Belém, zagueiro do River Plate, que tentou impedir a bola de um lance realizado po Leandro pela esquerda do quadrante, mas falhou e marcou contra.

Se a tensão por conta de um possível empate já era um adversário a mais que o Ouro tinha em campo, ter que lidar com uma expulsão poderia ser visto como um desastre. Mas foi exatamente isso que aconteceu; o zagueiro Bebeto, que levou um cartão amarelo no início do primeiro tempo, recebeu o vermelho por volta dos 30 minutos do segundo.

O jogo se desequilibrou. E, ao mesmo tempo, se igualou: aos 46 minutos, com uma jogada de Bertoglio, que entrou em campo na etapa complementar, Kleber bateu forte e venceu o goleiro Pablo. Desfalcado e abatido, o River dava grandes chances de vitória ao Grêmio.

De fato, a virada veio em seguida, aos 48 minutos. Durante um cruzamento, Leandro tentou o gol, mas acertou a trave. Bertoglio aproveitou, no entanto, e deu o golpe de misericórdia no adversário. Poucos instantes depois, a partida estava terminada.

Os dois times ainda se enfrentam, todavia, no jogo de volta, que acontece no dia 21, em Porto Alegre. Na ocasião, o Grêmio vai ter a vantagem da vitória pelo empate.

Comentários