Lagarto conquista o título de campeão da Liga Nordeste

0

(Foto: Assessoria de Imprensa)

Inédito na história do time, o Lagarto (SE) conquistou o primeiro título da Liga Nordeste de Futsal ao vencer, na grande final, o Alto Santo do Ceará pelo placar de 1 a 0. A fase do mata-mata foi realizada na manhã do último domingo, 16, com grande público no Ginásio Rosendo Ribeiro Filho, o Ribeirão, na cidade de Lagarto, em Sergipe.

O troféu de campeão foi entregue pelo vice-presidente da CBFS, Renan Tavares, e o de vice-campeão, pelo presidente da Federação Sergipana de Futsal, Manuel Cruz.

O jogador do time sergipano, Foca, foi o melhor artilheiro do campeonato e recebeu o troféu das mãos do gerente da agência dos Correios de Lagarto, Rosevaldo Santana  Nascimento.  O troféu fair play ficou para a equipe do Alecrim (RN).

"Graças a Deus consegui ajudar a minha equipe e fazer os gols. Na verdade queria mesmo era ser campeão. É uma alegria dobrada. Estou feliz por ter sido o melhor artilheiro de um campeonato tão importante e de nível nacional", disse Foca.

Fundado a pouco mais de um ano, o Lagarto foi campeão do Circuito Sergipano de Futsal, Campeão do 1º Turno da Copa TV Sergipe de Futsal, do Campeonato Sergipano e só faltava um título nacional. Os times duelaram e fizeram uma partida de gigantes.  O Lagarto começou bem no primeiro tempo e chutou mais vezes ao gol. A equipe se destacou pelos passes certeiros e jogadas espetaculares de Assis, Marquinhos Carioca, Negão, Eli, Pita, Wendel e Luizinho. O goleiro reserva, Joselito, foi um dos destaques da competição com grandes defesas.

Os cearenses sentiram a pressão e tentaram cortar os lances, mas o Lagarto deu trabalho.  Assis arriscou o chute do lado direito, a bola passou raspando a linha do gol e foi direto para fora. O Alto Santo reagiu e começou a forçar a marcação. Dedé cobrou a lateral e lançou para Wendel, que chutou forte em direção ao gol, mas Joselito fez uma excelente defesa.  Dedé chutou mais uma vez, mas Assis impediu o intento.

O Lagarto perdeu muitas chances de gol, mas no segundo tempo voltou melhor na marcação e botou pressão. Com o Alto Santo recuado, Wendel aproveitou a falha do adversário, saiu sozinho, driblou os jogadores e fez o passe para Marquinhos Carioca, que não conseguiu marcar. O gol do título saiu aos 8min do segundo tempo. Wendel tocou no meio da quadra para Eli, que lançou a bola por cima para Negão fazer um golaço. O Alto Santo tentou o empate, mas Joselito estava inspirado e defendeu com garra.

O jogador Assis comemorou o título histórico.  “Temos que comemorar bastante. Foi uma vitória maravilhosa e um título inédito na nossa carreira. Agradecemos a torcida pela força e aos jogadores pela superação e união. Graças a Deus somos campeão”.

O camisa 17 do Alto Santo, Butina, disse que faltou disposição dos jogadores. “Não tivemos tanta disposição como na semifinal. Eles foram melhores e temos agora que esquecer a derrota e focar no campeonato cearense”, lamentou.

Machucado, o goleiro do Lagarto, Ramon, destacou o empenho dos jogadores. “A gente vem trabalhando forte há quatro meses. O time está de parabéns, principalmente o goleiro Joselito, sou fã dele. Agora é só comemorar e pensar no próximo campeonato”, disse.

O goleiro Joselito não escondeu a alegria e desabafou. “Sabíamos que ia ser um jogo duro, com duas equipes fortes, mas precisávamos errar menos e graças a Deus saímos vitoriosos. A partida foi muita boa”, elogiou.

“O  Lagarto só tem um ano e meio, e graças a Deus fomos coroados. O título é resultado do esforço e brilhantismo do trabalho de cada jogador. O troféu é deles”, concluiu o presidente do Lagarto, Marcelo Papel.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais