Mardoqueu lamenta que Governo queira criar imposto no futebol

0

Pastor Mardoqueu
O deputado estadual, pastor Mardoqueu Bodano, PL, vê no pacote de medidas que o Governo Federal quer investir para socorrer os clubes de futebol, como uma tentativa de se cobrar mais impostos da população.

Santista “roxo”, Mardoqueu afirmou a criação da “Time Mania”, uma loteria da Caixa Econômica Federal, uma parte da verba, que corresponde 30%, serão destinadas as equipes e os 70% ficam com o Governo Federal. “Para aonde vai esse dinheiro?, questionou o parlamentar, acrescentando que Lula está instituído uma espécie de CPMF no futebol, onde o torcedor, além de pagar para assistir aos jogos, tem que quitar as dividas dos clubes, quando os seus dirigentes é quem deveriam assumir pelos atos, que na sua grande maioria são impensados e comprometem toda uma administração.

Mardoqueu Bodano ressaltou que a Petrobrás investe dois milhões de reais no Flamengo, no entanto, o rubro-negro carioca é o clube que mais deve no Brasil, cerca de R$ 210 milhões de reais. Para o parlamentar, os dirigentes de futebol devem ser penalizados pelas más administrações e não a população e o próprio torcedor terem que arcar com mais esse ônus. “Estamos num país, onde ninguém agüenta pagar imposto”, disse Mardoqueu, ressaltando que não é contra futebol, muito pelo contrário, gosta muito de esportes, mas os clubes têm que andar com as suas próprias pernas e não ficarem dependendo do Governo e sim criar mecanismos para ser mais atrativo e, além disso, possuir em seus quadros dirigentes honestos e competentes.

 

 


 
 

O deputado estadual, pastor Mardoqueu Bodano, PL, vê no pacote de medidas que o Governo Federal quer investir para socorrer os clubes de futebol, como uma tentativa de se cobrar mais impostos da população.

Santista “roxo”, Mardoqueu afirmou a criação da “Time Mania”, uma loteria da Caixa Econômica Federal, uma parte da verba, que corresponde 30%, serão destinadas as equipes e os 70% ficam com o Governo Federal. “Para aonde vai esse dinheiro?, questionou o parlamentar, acrescentando que Lula está instituído uma espécie de CPMF no futebol, onde o torcedor, além de pagar para assistir aos jogos, tem que quitar as dividas dos clubes, quando os seus dirigentes é quem deveriam assumir pelos atos, que na sua grande maioria são impensados e comprometem toda uma administração.

Mardoqueu Bodano ressaltou que a Petrobrás investe dois milhões de reais no Flamengo, no entanto, o rubro-negro carioca é o clube que mais deve no Brasil, cerca de R$ 210 milhões de reais. Para o parlamentar, os dirigentes de futebol devem ser penalizados pelas más administrações e não a população e o próprio torcedor terem que arcar com mais esse ônus. “Estamos num país, onde ninguém agüenta pagar imposto”, disse Mardoqueu, ressaltando que não é contra futebol, muito pelo contrário, gosta muito de esportes, mas os clubes têm que andar com as suas próprias pernas e não ficarem dependendo do Governo e sim criar mecanismos para ser mais atrativo e, além disso, possuir em seus quadros dirigentes honestos e competentes.


 
 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais