Netinho é campeão em simples e duplas

0

Nem uma pequena distensão na região do abdômen, que o impedia de sacar com mais força, tirou o título de simples sergipano Manoel Andrade Neto (Delibaby), o Netinho, 10 anos, na IV Copa Inverno de Tênis, contra o alagoano Rodrigo Ramos, por 2 sets a 0 (7-5 e 6-1), em partida realizada na tarde da última quarta-feira (23) e que finalizou a Copa Inverno, iniciada no último dia 19. A competição, realizada quadras da orla de Atalaia, foi válida como etapa do Brasileiro Amador e contou pontos para o ranking nacional. O título de simples foi bastante comemorado por Netinho, ainda mais pelo esforço de jogar lesionado e por não ter perdido um set sequer em toda a competição. O tenista já havia garantido, ontem, o título de duplas na categoria 12 anos. Jogando ao lado do companheiro Mário Cruz (SE), derrotaram a dupla formado pelo pernambucano Bruno Dantas e pelo adversário da final de simples, Rodrigo Ramos. A partida, bastante disputada, terminou com a vitória dos sergipanos por 2 sets a 1 (6-2, 4-6 e 7-5). “Acho que as duas vitórias foram merecidas porque treinei forte para chegar bem nesta competição. Agora é continuar jogando firme para chegar às finais da Copa São João também, que é o meu objetivo”, afirmou o campeão. A Copa São João de Tênis, também válida como etapa do Brasileiro, começou na última quarta-feira (23) e vai até hoje (27). Cerca de 90 tenistas de vários cantos do país vieram para a competição. Vice-campeão O irmão de Netinho, Césare Casali Filho (Banese/Dalibaby), 12 anos, não teve a mesma sorte na competição de simples em sua categoria – 14 anos -, mas, em compensação, chegou à final de duplas jogando ao lado de Victor Maynard. Apesar do esforço dos dois sergipanos, a dupla não conseguiu superar o jogo forte dos baianos Pedro Barreto e Mário Rolemberg, e perderam a partida final, realizada terça-feira (22), por 2 sets a 0 (6-2 e 6-3). Ainda assim, Cesinha ficou satisfeito com o segundo lugar na categoria. “As duplas que participaram da competição vieram fortes e jogaram bem. Então, acho que ter chegado à final foi muito bom para mim e para Victor. Quem sabe não faturamos o título na Copa São João, neste domingo”, põe fé o tenista sergipano.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais