Pés no chão, mas ousadia não faz mal a ninguém

0

Mais uma vez, os nossos times disputam a Série C do Campeonato Brasileiro com a convicção de que vão disputar o titulo. O Sergipe coloca a prata da casa, mas isso não deveria ter acontecido desde Campeonato Estadual?

 

Algumas coisas não consigo entender. A equipe rubra gastou a grana toda para levantar o caneco de campeão sergipano. Apesar do investimento, o Confiança, seu principal rival ganhou a competição do começo ao fim. Na hora de realmente investir para colocar o futebol sergipano no lugar de destaque pelo menos na Série B, os dirigentes se acomodam, dando pouca importância a Série C, que é sem duvida o caminho para se chegar à segunda divisão.

 

Já o Confiança, que é o primo pobre do futebol sergipano, não esconde as suas dificuldades. Com vários processos na justiça do trabalho, o clube conta com o seu maior patrimônio que são os seus torcedores. Se não fossem eles, a situação do Dragão do bairro Industrial seria bem pior.

 

Precisamos do futebol sergipano forte. Aquele mesmo do final da década de 70, onde o Confiança derrotou o Fluminense, atropelou o Bahia e perdeu para o Flamengo só porque foi roubado, mas mesmo assim ficou em segundo lugar do seu grupo, deixando para trás muita gente boa.

 

Vamos pensar grande. Nós temos uma boa matéria prima, que são os jogadores. Precisamos trabalhar com mais profissionalismo e com pouco mais de estrutura. Se conseguirmos isso, não tenho duvidas de que Sergipe e Confiança estarão em breve na Série B e quem sabe num futuro bem próximo na Série A, reeditando as grande jornadas esportivas do final da década de 70, que estávamos acostumados de ver jogar aqui em Aracaju, clubes como: Flamengo, Corinthians, Vasco, São Paulo e Santos do Rei Pelé.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais