Presidente do Rio Branco reclama de árbitro

0

O presidente do Rio Branco Futebol Clube, Natalino Xavier, acusou o árbitro cearense Manuel Moita de ter favorecido a equipe do Confiança no empate de 2 a 2 entre os times na tarde de sábado, 25, no Estádio Lourival Batista. “O juíz ajudou descaradamente o Confiança e até a Polícia Militar de Sergipe foi parcial e nos ameaçou”, disse.

A denúncia de Xavier está relacionada ao tempo da partida, já que, segundo ele, Moita só apitou o fim da partida após os donos da casa marcarem seu segundo gol. Jornais e rádios de Campinas também insinuaram que há algum esquema de favorecimento à equipe sergipana na terceira divisão do Brasileirão, assim como as diretorias de Campinense (PB) e ASA (AL).

A torcida do Dragão também foi criticada por membros do Rio Branco, já que no momento da confusão em campo, alguns torcedores jogaram pedras e garrafas no banco de reservas dos visitantes, atingindo a cabeça do técnico acreano, Tarcisio Pugliesi. Segundo informações do site Futebol Acreano, Pugliesi avisou a Moita, que se negou a relatar o ocorrido na súmula encaminhada à CBF.

Com informações do site Futebol Acreano

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais