Queirós é contra a venda da Vila Olímpica

0

A noticia da venda de 100 metros da Vila Olímpica, em decorrência de dividas trabalhistas, deixou o patrono do Itabaiana, José Queiros da Costa, bastante contrariado. Queiros tenta na justiça impedir que o terreno seja alienado para cobrir possíveis débitos, cujos os valores são desconhecidos. Na opinião dele, para se desfazer do patrimônio do clube se faz necessário a autorização do conselho deliberativo e que todos os sócios sejam ouvidos. “Se isso acontecer, o Itabaiana vai perder o seu principal patrimônio, que foi construído de muito sacrifício”, disse o patrono, ressaltando que os mais jovens talvez não saibam da luta para a construção da sede, no entanto, os mais velhos conhecem toda a trajetória até tornar o clube auto-suficiente. José Queiros deu exemplo do Flamengo, que tem um débito superior a 200 milhões e nem por isso vai desfazer do seu patrimônio. Segundo ele, o Itabaiana tem que agir da mesma forma, conseguindo apoio do Banese, que deve pagar em torno de R$ 10.000,00 por mês e se a prefeitura da cidade está pagando R$ 10.000,00 por mês conforme autorização da Câmara Municipal de Aracaju, além do aluguel da Vila Olímpica. O patrono disse que não existe intenção alguma de colocar Alberto Nogueira para fora da presidência e sim rever todas essas dividas e retomar o verdadeiro caminho do Tricolor, que é disputar títulos e não ser apenas um coadjuvante, onde bate palmas para Sergipe, Confiança e agora para o Riachuelo.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais