Recuperado, Thomas Almeida mira retorno ao octógono

0

Campeão do Peso-Galo do MMASH e do Legacy FC, Thomas Almeida sofreu um descolamento da retina no início de 2019 que o impediu de participar do UFC Fight Night 143, quando enfrentaria o americano Cory Sandhagen. Recuperado da lesão que o retirou de combate pelo restante do ano passado, o brasileiro já mira seu retorno ao octógono.

“Estou gostando do meu desenvolvimento e não vejo a hora de marcarem a luta para eu mostrar isso para o mundo”, disse o atleta de 28 anos, conhecido como Thominhas. Ele frequenta o Centro de Treinamento de Performance do UFC, em Las Vegas, embora tenha feito os últimos treinos em casa devido ao isolamento social causado pelo combate ao COVID-19.

“Passei pelo médico de confiança do UFC e fui liberado. Estou treinando 100% já faz um tempo. Agora é só esperar a luta”. Algumas fontes apontam o retorno do lutador ainda para esse ano no evento UFC 250, remarcado para acontecer em junho em Las Vegas, nos Estados Unidos, quando pelo menos um cinturão estará em jogo.

“Estou bem saudável, com a cabeça boa, isso que é o mais importante. Estou muito ansioso por esse meu retorno. São dois anos sem lutar. O mais importante já foi feito, a recuperação está ok. Estou 100% e agora é só esperar o momento certo e me darem o adversário e a data”.

A última luta de Thominhas aconteceu em janeiro de 2018, quando enfrentou o americano Rob Font no UFC 220. Foi a sua terceira derrota em quatro lutas. Em seu retorno, o brasileiro busca retomar a boa fase de seu início no MMA, quando conquistou 19 vitórias de forma seguida, sendo 16 por nocaute. Ele, no entanto, sabe da qualidade de seus rivais.

“A categoria Peso-Galo é muito disputada. Se você olhar o top 10, top 5, todos têm chance de ser o campeão. Isso que é o mais desafiador. Tem atletas de excelente nível. Estou entre os melhores e não é fácil. Tem que treinar e se manter com a cabeça boa para estar nesse nível”.

O americano Henry Cejudo é o atual campeão da categoria Peso-Galo do UFC desde junho de 2019, quando derrotou o brasileiro Marlon Moraes por nocaute no UFC 238, realizado em Chicago.

O evento UFC 250 foi adiado devido ao COVID-19 e a nova data é 6 de junho, neste evento a principal luta seria Aldo versus Cejudo, mas até o momento não foi confirmada a presença de José Aldo, devido a problemas em seu visto, mas Thominhas já definiu que torcerá contra Cejudo quando a luta finalmente acontecer. “Muita gente falou que essa luta era injusta. Eu discordo. O Aldo merece muito. Foi o campeão da categoria de cima de forma dominante por muito tempo. Acho que o Cejudo é favorito pela fase que está, mas lembrando que é o Aldo. Tem grandes condições. Tem que respeitar o cara. Sou muito fã dele”.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais