Robinho leva a melhor e Santos vence Corinthians por 3 a 0

0

O superclássico das estrelas entre Santos e Corinthians, o atacante Robinho deu um show de bola e superou o argentino Carlitos Tevez. Com dois gols e jogadas geniais, às vezes parados apenas com falta, Robinho comandou o Santos na vitória por 3 a 0 sobre o Corinthians, nesta domingo à tarde, na Vila Belmiro, em jogo válido pela sétima rodada do Paulistão.
Com a vitória, a equipe da Vila Belmiro continua na vice-liderança do Campeonato Paulista com 17 pontos, dois atrás do líder São Paulo. Já o Corinthians, que sofreu sua terceira derrota no Paulistão, permanece com 12 pontos na sexta posição antes do final da rodada, que tinha mais sete jogos após a partida do Timão.

Em tarde endiabrada, Robinho foi superior ao atacante Carlitos Tevez, tanto em eficiência quanto em participação na partida. Com dois gols no segundo tempo, duas jogadas dignas de fazer todos os torcedores saírem do estádio e pagarem ingresso de novo, e muita vontade, o atacante santista mostrou estar, pelo menos, em melhor forma do que o atacante argentino.

Em um jogo cercado de expectativas, Santos e Corinthians iniciaram o primeiro tempo da partida como se o jogo valesse o título do Campeonato Paulista. Com ambos os ataques disputando cada bola como se fosse a última do clássico, o primeiro gol do duelo não demorou a sair.

Logo aos sete minutos, Robinho recebeu bola na esquerda e, em um toque magistral, deixou o lateral Léo na cara do gol de Fábio Costa. Quando todos pensavam que o lateral fosse cruzar para o atacante Deivid, que avançava pelo meio da grande área, Léo deu um toque sutil entre as pernas do goleiro corintiano e abriu o placar para o Santos.

Com o jogo eqüilibrado, o Corinthians quase empatou cinco minutos depois. Fininho e Dinelson armaram boa jogada pelo meio e o lateral-esquerdo corintiano soltou a bomba. Mauro fez excelente defesa e mandou a bola para o escanteio. Em seguida, o Santos esteve muito perto do segundo gol. Basílio cruzou da esquerda e Robinho, de cabeça, pôs com força no canto direito do gol de Fábio Costa. O goleiro só olhou a bola raspando a trave.

Um minuto depois, mais um lindo lance de Robinho. Basílio cruzou da esquerda e Robinho, de letra, ajeitou para Deivid, que vinha de trás. O atacante santista soltou a bomba e Fábio Costa fez boa defesa.

Após começo avassalador das duas equipes, o ritmo diminuiu mas os lances de perigo não. Aos 34 minutos, Basílio recebeu na direita e rolou para Paulo César. O lateral cruzou e Deivid cabeceou com força, mas por cima do gol de Fábio Costa. Três minutos depois, Tevez fez bonita jogada pela esquerda e cruzou com força. A bola cruzou toda a área e chegou nos pés de Gil. O atacante pegou a bola de carrinho e Mauro fez linda defesa, evitando o empate.

No minuto seguinte, Tevez e Gil tabelaram na frente da grande área e o argentino saiu na frente do gol de Mauro. O goleiro, já no chão, fez a defesa. A bola sobrou para Jô, que dominou e chutou no canto esquerdo. Mauro fez um milagre e mandou a bola para escanteio. Aos 41, Robinho fez linda jogada pela esquerda, tirou três jogadores do Corinthians e ia em direção ao gol de Fábio Costa. Betão agarrou o atacante e impediu a progressão de Robinho. Na cobrança, Paulo César recebeu e soltou a bomba. Fábio Costa fez mais uma defesa.

O Santos voltou com tudo para o segundo tempo e ampliou o placar logo a um minuto. Paulo César lançou Deivid no campo de ataque. O atacante dominou e tocou para Robinho. O atacante santista dominou, invadiu a área e bateu de canhota para marcar o segundo gol santista na partida.

Ao mesmo tempo em que a torcida santista comemorava o gol de Robinho, a torcida do Corinthians jogou uma pedra da arquibancada e acertou a cabeça do goleiro Mauro. O jogador santista caminhou no chão com corte na cabeça. Com uma bandagem na cabeça, Mauro continuou na partida.

Mesmo com a parada de quatro minutos, o time da Baixada Santista não diminuiu o ritmo após o segundo gol e quase marcou o terceiro aos sete minutos. Bóvio arrancou pelo meio e tocou para Basílio. O atacante santista tocou de calcanhar para Robinho, que chutou de primeira. Fábio Costa fez ótima defesa e mandou para escanteio.

Três minutos depois, o goleiro corintiano não pode evitar o terceiro tento santista. Robinho e Paulo César tabelaram na esquerda, mas a bola sobrou para Betão. O zagueiro corintiano cochilou e Robinho roubou a bola. De frente para Fábio Costa, o atacante santista só teve o trabalho de chutar e marcar seu segundo gol na partida.

O Santos não se dava por satisfeito e continuava em cima do Corinthians. Aos 19 minutos, Paulo César bateu escanteio da esquerda, Basílio cabeceou com força e Fábio Costa fez mais uma bela defesa e mandou para escanteio.

Faltando dez minutos para o final da partida, o atacante Gil arrancou pelo meio, tirou dois zagueiros santistas e chutou forte de perna esquerda. Mauro, seguro como durante toda a partida, o goleiro fez segura defesa.

Já no final da partida, com o Corinthians entregue, Bóvio rolou para Deivid, que tocou de calcanhar para Paulo César. O lateral bateu de primeira, mas a bola saiu por cima do gol de Fábio Costa. Aos 47, Jô realizou a última e mais perigosa jogada do Corinthians na segunda etapa. O atacante chutou de fora da área, colocado, Mauro defendeu e a bola explodiu no travessão.

Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Ituano, no domingo, às 18h, em Itu. Já o Corinthians vai a Jundiaí, também no domingo, onde enfrenta o Paulista às 16h.
 

 
 

O superclássico das estrelas entre Santos e Corinthians, o atacante Robinho deu um show de bola e superou o argentino Carlitos Tevez. Com dois gols e jogadas geniais, às vezes parados apenas com falta, Robinho comandou o Santos na vitória por 3 a 0 sobre o Corinthians, nesta domingo à tarde, na Vila Belmiro, em jogo válido pela sétima rodada do Paulistão.
Com a vitória, a equipe da Vila Belmiro continua na vice-liderança do Campeonato Paulista com 17 pontos, dois atrás do líder São Paulo. Já o Corinthians, que sofreu sua terceira derrota no Paulistão, permanece com 12 pontos na sexta posição antes do final da rodada, que tinha mais sete jogos após a partida do Timão.

Em tarde endiabrada, Robinho foi superior ao atacante Carlitos Tevez, tanto em eficiência quanto em participação na partida. Com dois gols no segundo tempo, duas jogadas dignas de fazer todos os torcedores saírem do estádio e pagarem ingresso de novo, e muita vontade, o atacante santista mostrou estar, pelo menos, em melhor forma do que o atacante argentino.

Em um jogo cercado de expectativas, Santos e Corinthians iniciaram o primeiro tempo da partida como se o jogo valesse o título do Campeonato Paulista. Com ambos os ataques disputando cada bola como se fosse a última do clássico, o primeiro gol do duelo não demorou a sair.

Logo aos sete minutos, Robinho recebeu bola na esquerda e, em um toque magistral, deixou o lateral Léo na cara do gol de Fábio Costa. Quando todos pensavam que o lateral fosse cruzar para o atacante Deivid, que avançava pelo meio da grande área, Léo deu um toque sutil entre as pernas do goleiro corintiano e abriu o placar para o Santos.

Com o jogo eqüilibrado, o Corinthians quase empatou cinco minutos depois. Fininho e Dinelson armaram boa jogada pelo meio e o lateral-esquerdo corintiano soltou a bomba. Mauro fez excelente defesa e mandou a bola para o escanteio. Em seguida, o Santos esteve muito perto do segundo gol. Basílio cruzou da esquerda e Robinho, de cabeça, pôs com força no canto direito do gol de Fábio Costa. O goleiro só olhou a bola raspando a trave.

Um minuto depois, mais um lindo lance de Robinho. Basílio cruzou da esquerda e Robinho, de letra, ajeitou para Deivid, que vinha de trás. O atacante santista soltou a bomba e Fábio Costa fez boa defesa.

Após começo avassalador das duas equipes, o ritmo diminuiu mas os lances de perigo não. Aos 34 minutos, Basílio recebeu na direita e rolou para Paulo César. O lateral cruzou e Deivid cabeceou com força, mas por cima do gol de Fábio Costa. Três minutos depois, Tevez fez bonita jogada pela esquerda e cruzou com força. A bola cruzou toda a área e chegou nos pés de Gil. O atacante pegou a bola de carrinho e Mauro fez linda defesa, evitando o empate.

No minuto seguinte, Tevez e Gil tabelaram na frente da grande área e o argentino saiu na frente do gol de Mauro. O goleiro, já no chão, fez a defesa. A bola sobrou para Jô, que dominou e chutou no canto esquerdo. Mauro fez um milagre e mandou a bola para escanteio. Aos 41, Robinho fez linda jogada pela esquerda, tirou três jogadores do Corinthians e ia em direção ao gol de Fábio Costa. Betão agarrou o atacante e impediu a progressão de Robinho. Na cobrança, Paulo César recebeu e soltou a bomba. Fábio Costa fez mais uma defesa.

O Santos voltou com tudo para o segundo tempo e ampliou o placar logo a um minuto. Paulo César lançou Deivid no campo de ataque. O atacante dominou e tocou para Robinho. O atacante santista dominou, invadiu a área e bateu de canhota para marcar o segundo gol santista na partida.

Ao mesmo tempo em que a torcida santista comemorava o gol de Robinho, a torcida do Corinthians jogou uma pedra da arquibancada e acertou a cabeça do goleiro Mauro. O jogador santista caminhou no chão com corte na cabeça. Com uma bandagem na cabeça, Mauro continuou na partida.

Mesmo com a parada de quatro minutos, o time da Baixada Santista não diminuiu o ritmo após o segundo gol e quase marcou o terceiro aos sete minutos. Bóvio arrancou pelo meio e tocou para Basílio. O atacante santista tocou de calcanhar para Robinho, que chutou de primeira. Fábio Costa fez ótima defesa e mandou para escanteio.

Três minutos depois, o goleiro corintiano não pode evitar o terceiro tento santista. Robinho e Paulo César tabelaram na esquerda, mas a bola sobrou para Betão. O zagueiro corintiano cochilou e Robinho roubou a bola. De frente para Fábio Costa, o atacante santista só teve o trabalho de chutar e marcar seu segundo gol na partida.

O Santos não se dava por satisfeito e continuava em cima do Corinthians. Aos 19 minutos, Paulo César bateu escanteio da esquerda, Basílio cabeceou com força e Fábio Costa fez mais uma bela defesa e mandou para escanteio.

Faltando dez minutos para o final da partida, o atacante Gil arrancou pelo meio, tirou dois zagueiros santistas e chutou forte de perna esquerda. Mauro, seguro como durante toda a partida, o goleiro fez segura defesa.

Já no final da partida, com o Corinthians entregue, Bóvio rolou para Deivid, que tocou de calcanhar para Paulo César. O lateral bateu de primeira, mas a bola saiu por cima do gol de Fábio Costa. Aos 47, Jô realizou a última e mais perigosa jogada do Corinthians na segunda etapa. O atacante chutou de fora da área, colocado, Mauro defendeu e a bola explodiu no travessão.

Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Ituano, no domingo, às 18h, em Itu. Já o Corinthians vai a Jundiaí, também no domingo, onde enfrenta o Paulista às 16h.
 
 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais