Sergipano busca apoio para disputar mundial de sambo na Coreia do Sul

0
Rafael Fontes: dedicação pioneira (foto: Divulgação)

Arte marcial russa desenvolvida no século XX e relacionada ao wrestling, o sambo ainda não é popular no Brasil, e em Sergipe, não há notícias de praticantes. Mas o sergipano Rafael Fontes Menezes, de 22 anos, decidiu chacoalhar esta estatística. Praticante de jiu-jitsu e judô, o jovem decidiu transformar sua curiosidade pelo combate russo em prática, conseguiu competir e subir ao pódio em São Paulo, tornou-se instrutor credenciado e agora prepara-se para outra luta: conseguir ir ao Mundial de Sambo na Coreia do Sul entre os dias 7 e 11 de novembro.

De acordo com Rafael, a Confederação Brasileira da Arte Sambo – CBAS – já garantiu a hospedagem e a inscrição do atleta para a competição, mas ainda faltam as passagens – que custam a partir de R$ 5 mil. “Não posso deixar de ir, porque agora tenho um compromisso com a Confederação Internacional de Sambo. Já pedi ajuda ao poder público e não consegui, então agora estou buscando ajuda”.

História
Fã de games, Rafael disse que ouviu falar de sambo pela primeira vez pelos personagens de jogos de luta, que eram apresentados como representantes da modalidade russa. Praticante de karatê e depois de judô e jiu-jitsu, o atleta sempre manteve-se próximo das artes marciais até que, há cerca de dois anos, descobriu a Confederação Brasileira da Arte Sambo. “Nessa pesquisa descobri que havia vaga de instrutor de sambo para quem era graduado em artes marciais. Como eu já era graduado em judô e jiu-jitsu, fiz o curso no Rio de Janeiro e fui aprovado”. Com a aprovação, Rafael tornou-se o primeiro atleta do estado a ter aval da Confederação Brasileira para dar aula de sambo.

Dados de Rafael para arrecadação de fundos

Em abril de 2019, Rafael participou da competição de sambo do evento Arnold Classic em São Paulo. Após três combates, o sergipano conquistou a medalha de bronze e uma vaga para o Pan-Americano. “Como o Pan aconteceria muito em cima da hora, eu e meu técnico decidimos pela participação no Mundial da Coreia do Sul”, explica Rafael. O atleta também destacou a importância de sua participação na competição mundial. “Sou o único atleta do estado classificado para esse mundial, e estou tentando fechar parcerias para conseguir ir. Além disso, o sambo é uma arte nova que estou tentando trazer para Sergipe”.

Os interessados em ajudar Rafael a reunir recursos para disputar o mundial de sambo na Coreia do Sul podem entrar em contato com o atleta pelo telefone 99113 9417.

Por Igor Matheus

Comentários