Sergipanos vencem lutas do Iron Fight Combat

0
Luta entre Dimitri e Rhiago foi a que mais animou público (Fotos: Monique Garcez/ Portal Infonet)

Dos seis representantes do Estado que participaram na noite desta sexta-feira, 7, do Iron Fight Combat (IFC), três foram agraciados com a vitória. Frank Souza, Junior Girafinha e Dimitri Damiani levaram a melhor e saíram consagrados do decágono, montado no ginásio Constâncio Vieira.

Das 12 lutas que ocorreram no IFC, a disputa entre Dimitri e Thiago Rangel foi a que mais animou o público. Ao som de ‘uh, vai perder’, o atleta de Feira de Santana (BA) pisou no tapete vermelho por onde os competidores percorriam até chegar ao decágono. As provocações da torcida do sergipano continuaram até o fim da luta, que durou três rounds completos.

Dimitri Damiani venceu por decisão unânime dos juízes laterais. Entre socos e chutes, e apesar de ter sofrido um ferimento no rosto, o atleta se manteve disposto até o fim da disputa. “É muito bom ganhar na frente de todos os meus amigos. Fico feliz de vencer em casa”, declara contente o atleta.

A respeito do difícil embate contra Thiago Rangel, Dimitri afirmou que não ficou exausto, mas que a luta foi complicada por conta da qualidade do adversário. “Ele é um cara inteligente e está de parabéns”, afirmou, complementando com a frase ‘aqui quem manda sou eu’.

Kinberly levou a melhor na luta feminina

Agilidade

Já na disputa entre Junior Girafinha, integrante da equipe de treinamento de Vitor Belfort, e o baiano Rodrigo Mondragonzinho, o destaque foi a rapidez com que o sergipano conseguiu terminar a luta. Com apenas um minuto e 53 segundos o competidor conseguiu finalizar o adversário e garantir a vitória.

Vencendo também por finalização, Frank Souza trouxe mais um título para Sergipe. Ele venceu o paraibano Gleidson Alves ‘Espoleta’. “Fui para o Rio de Janeiro fazer um treinamento específico para essa luta e deu nisso”, revela o atleta, que é natural do município de Divina Pastora.

Luta feminina

Representante do Estado na única luta feminina do evento de MMA, a estreante na modalidade Carol ‘Mutante’, 20, foi ovacionada pelo público presente no ginásio. Apesar de ter uma torcida forte, a competidora não conseguiu superar a catarinense Kinberly Novaes, 21, que, por decisão dos juízes, venceu a luta após três rounds.

Derrota

Rodney agora conta com 15 vitórias em sua carreira

Além de Carol ‘Mutante’, Isaac Silva e Yuri Andrey não conseguiram levar vantagem na competição. Eles lutaram contra Paulo Cezar e Vitor Silva, respectivamente.

Apesar do esforço durante o embate, que ocorreu no chão durante a maior parte do tempo, Vitor venceu por decisão dos juízes. Indignado com o resultado, um dos torcedores de Yuri, em tom de crítica, gritou da plateia: “qual foi o critério utilizado? Par ou ímpar?”.

Luta principal

A luta mais esperada da noite foi composta pelos lutadores Guilherme Viana (Porto Alegre/RS) e Rodney Wallace (Carolina do Norte/EUA), que brigaram em defesa do cinturão.

Com um total de quatro vitórias e nenhuma derrota em sua carreira, Guilherme tentou manter a luta em pé. Porém, seu adversário, que com 38 anos já coleciona 14 vitórias e seis derrotas, levou a disputa ao chão do decágono sempre que possível. E foi entre socos, e com a disputa de três rounds, que Rodney consagrou mais uma conquista em sua carreira. A decisão foi dada pelos juízes.

Em declaração após o combate, o norte americano alegou que teve uma luta difícil, mas garantiu que conseguiu se superar. “Vou voltar para cá em breve, pois amo esse país”, comenta Wallace após o discurso sobre sua vitória.

Disputa de cinturão

Outra luta que atraiu a atenção do público foi a do paranaense Goiti Yamauchi e o carioca Ivan ‘Pitbull’. Predominantemente no chão, o combate seguiu até o terceiro round, e a decisão ficou mais uma vez para os juízes, que concederam mais uma vitória a Yamauchi, que passa a contar com 11 conquistas e apenas uma derrota em sua carreira.

Lutas

Os demais combates que movimentaram o decágono do IFC foram entre Ciro ‘Bad Boy’ e Eric Parrudo (vencedor – decisão dos juízes), o russo Alexey (vencedor – finalização após um minuto e 18 segundos de luta) e o baiano Juliano ‘Pitbull’, Henrique Mello e João Paulo (vencedor – finalização durante os trinta segundos finais do primeiro round), e ainda Jurandir ‘Sardinha’ (vencedor – decisão unânime dos juízes) e Elieni Pit.

Por Monique Garcez e Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais