Sergipe despacha o Sete de Junho e vai à final

0

Sergipe goleou Sete de Junho e vai á final do campeonato
Em noite de dupla decisão, o Sergipe liquidou o Sete de Junho por 4 a 1 e vai disputar o título de campeão sergipano com o seu maior rival, o Confiança. Além da vaga para a final, o time rubro conquistou o direito de disputar a série D do Campeonato Brasileiro em 2009. O Sete de Junho se despede do estadual como a melhor surpresa da competição.

Mais uma vez o atacante Hugo Henrique brilhou em campo e fez três dos quatro gols marcados pelo clube do bairro Siqueira Campos, consagrando-se artilheiro absoluto do Sergipão com 17 gols, quatro a mais que o segundo colocado, Cristiano Alagoano.

Sete preferiu investir na defesa…
Pressão do Sergipe

O time da capital começou pressionando no ataque, já a equipe de Tobias Barreto apostava em uma estratégia mais defensiva já que jogava pelo empate. Apesar de assustar a zaga do Sergipe, o Sete de Junho pouco deu trabalho ao goleiro Érico nos minutos iniciais, ao contrário do adversário que era superior na finalização das jogadas.

O primeiro gol veio aos 39 do primeiro tempo, com Fabinho Cambalhota, que empolgou a torcida colorada que compareceu em bom número ao Batistão. Na etapa complementar, o Sete

…mas depois mudou estratégia
voltou melhor em campo e empatou o jogo aos 14 minutos com Glauber, que aproveitou erro do zagueiro Murilo Tuchê e balançou a rede e a pequena, mas animada, torcida tobiense.

“Hugo Henrique é matador”, gritava torcida

Mas o Sete partiu pro ataque e esqueceu de proteger-se dos contra-ataques do Sergipe. Daí, a partir dos 23 do segundo tempo, só deu Hugo Henrique. O primeiro dele veio após belo cruzamento de Marcelinho, o segundo aos 35, quando Diego Renato avançou pela direita, livrou-se da marcação e passou a bola para o artilheiro chutar para dentro do gol, e o último aos

Esquadrão Colorado fez a festa no Batistão, que recebeu 3 mil pessoas
38 fechando o placar com chave de ouro para a torcida rubra.

A situação dos visitantes ficou ainda mais complicada quando perdeu dois de seus jogadores: Glauber e Seninha, que receberam cartão vermelho. A torcida do time do interior ficou revoltada com o técnico Gil que tirou o artilheiro da equipe, Fio, para colocar Seninha. Apesar da derrota, o treinador falou que o time sai do campeonato dignamente. “Houve falhas, não chegamos ao nosso objetivo, mas sabemos que fizemos um bom trabalho”, avalia Gil.

Reta final

Os dois jogos da final acontecem no Batistão. O primeiro jogo da final acontece na noite de sábado, 2 de maio, e o segundo na quarta, 6. Quem levanta a taça? Opine através do link ‘Enviar Comentário’.

Veja a classificação final

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais