Sergipe e Cruzeiro se enfrentam pela Copa do Brasil

0

Saci é uma das esperanças do Sergipe

Por Anderson Araújo

O Club Sportivo Sergipe inicia na noite de hoje sua participação oficial na temporada
2005 enfrentando o Cruzeiro Esporte Clube, de Belo Horizonte (MG), pela Copa do Brasil. A
partida, que acontece às 20h45 (horário local) no Estádio Lourival Batista – totalmente
reformado, é valida pela Primeira Fase da competição. Neste jogo, o Mais Querido não
contará com dois atletas considerados titulares pelo técnico Jorge Replay – Alysson e
Fabian, bem como, Fabinho, que no início desta semana não constavam no Boletim
Informativo Diário (BID) da CBF.

Na tarde de ontem, às 16h, a equipe sergipana realizou o último treino
tático-recreativo no Estádio João Hora de Oliveira, e logo em seguida, o elenco se
concentrou para a partida. Segundo Jorge Replay, a expectativa é de que o time faça uma
boa apresentação hoje à noite, não permitindo que o Cruzeiro organize suas jogadas, para
que dessa forma, o Sergipe – que a princípio deve atuar no esquema 3-5-2 – passe a jogar
partindo para o ataque em busca do gol. Na sua concepção é fundamental o time trabalhar
a bola sem muita pressa de chegar ao ataque.

“Apesar da importante partida de amanhã (quarta-feira) e das partidas
amistosas realizadas antes de assumir o comando da equipe, ainda é muito cedo
para eu fazer uma avaliação do time, porque o elenco precisa de ritmo de jogo. Mas nos
treinamentos o grupo tem se mostrado bastante aplicado e motivado”, observou Jorge Replay.
Os desfalques da equipe rubra são Alysson e Fabinho, porque os contratos deram entrada
depois do prazo estabelecido pela CBF. O nome de Fabian também não apareceu no BID, mas por falha da própria Confederação.

Sobre esses três desfalques, o técnico afirmou que conversou com eles,
que são jovens, e por isso mesmo, entendia a vontade de cada um participar do jogo contra
o Cruzeiro, mas lamentavelmente os problemas de registro junto a CBF aconteceram. “Pedi
para que eles não se abatessem pela auto-estima, pois certamente, vão estar em condições
de jogar pelo time numa possível segunda partida em Belo Horizonte”, avaliou Jorge Replay,
acrescentando que a presença de Glauber dará velocidade.        

Cruzeiro – Na manhã de ontem, o elenco do Cruzeiro participou de um
treino técnico, na Toca da Raposa 2, e por volta das 18h10, a equipe embarcou com destino
à Aracaju. O técnico Levir Culpi realizou trabalhos táticos específicos para a
defesa e o ataque. Athirson, Fred, Maldonado, Edu Dracena e Wagner treinaram cobranças de falta. É intenção do time mineiro e de sua comissão técnica procurar eliminar o Sergipe
já neste primeiro jogo. Para isso, terá que vencer a partida por dois gols de diferença.

Levir Culpi não nega que esta é a meta, embora considere difícil. “Conheço o Sergipe porque trabalhei no Sport de Recife (PE) e disputei a extinta Copa Nordeste. É um time de muita tradição e muito difícil de ser derrotado dentro de casa. Tenho certeza que vamos encontrar muitas dificuldades”, analisou o treinador, lembrando que, evitar a partida de volta, no próximo dia 16, em Belo Horizonte, permitirá a comissão técnica preparar melhor o time para o clássico diante do Atlético (MG), marcado para o dia 20.

Segurança – Para o jogo desta noite, o Comando de Policiamento Militar da Capital (CPMC)
escalou 202 PMs que atuarão nas imediações e no interior do Estádio Lourival Batista. Por
volta das 19h30 haverá a abertura dos 19 portões, onde já estarão de prontidão 60 policiais do CFAP, da CCSv e da CSE, todos com detectores de metais. Estas companhias também contribuirão com seus efetivos fracionados nas cadeiras, arquibancadas, áreas de circulação interna e nas duas bilheterias, somando outros 100 militares.

Os PMs farão também um cordão de isolamento para os torcedores do Cruzeiro, que ocuparão parte das arquibancadas localizadas do lado direito das cabines de rádio, onde, naturalmente nos dias dos clássicos sergipanos, ficam os torcedores do Confiança. A partir das 20h30, entra em ação o reforço da Tropa de Choque, com 20 homens espalhados pelo gramado. Com o auxílio de cães treinados e escudos eles vão garantir o isolamento do campo e a segurança de equipe de arbitragem, imprensa, atletas e comissões técnicas das duas equipes.     

Sergipe – Neto; Gonçalves, Felipe, Antônio Carlos; Glauber, Robson Saci, Daniel, Hamilton
e Nilson Carmópolis; Mazinho e Nilson sergipano. Cruzeiro – Fábio; Ruy, Marcelo Batatais, Edu Dracena e Athirson; Fábio Santos, Maldonado, Wagner e Adriano; Fred e Michel. Árbitro: Lourival Dias Lima Filho (BA)Auxiliares: Ivaney Alves de Lima (SE) e Antônio da Cruz dos Santos (SE)Ingressos: R$ 10,00 arquibancada e R$ 5,00
 
 


 


 
 


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais